Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-04-2007

SECÇÃO: Associações Vivas

ARDCA – Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Abadim

Victor Manuel Carvalho e Orlando Lopes, dois dirigentes da Associação
Victor Manuel Carvalho e Orlando Lopes, dois dirigentes da Associação
A Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Abadim – ARDCA – é uma colectividade com grande intervenção juvenil naquela localidade de Cabeceiras de Basto.
Liderada e participada por um grupo voluntarioso de jovens, a ARDCA dinamiza, especialmente, acções de carácter desportivo e musical em épocas especiais do ano, aproveitando as férias escolares ou os festejos tradicionais da freguesia.
Para melhor se conhecerem as suas actividades e sobretudo, os projectos que estão planeados para o futuro, fomos ao encontro dos responsáveis da ARDCA.
Estivera à conversa com o Ecos de Basto o presidente e o vice-presidente desta associação, Victor Manuel Pereira de Carvalho e Orlando de Carvalho Lopes.
ARDCA vencedora do torneio de futebol organizado pela ADIB
ARDCA vencedora do torneio de futebol organizado pela ADIB
O Victor Carvalho tem 22 anos e estuda Contabilidade e Administração no Instituto de Estudos Superiores de Fafe, o Orlando Lopes, nasceu há 24 anos e é finalista de Engenharia, Ambiente e Recursos Naturais, na UTAD.
Abadim merece

Ambos compenetrados das suas responsabilidades e, ao mesmo tempo, garbosos por serem líderes de uma colectividade que dá prestígio à sua terra natal, sublinharam o interesse e as vantagens que a ARDCA traz para Abadim.
Fundada em 1980 por um pequeno punhado de abadinenses, entre os quais se conta o actual Presidente da Câmara, a ARDCA passou por um longo período de inactividade ao qual foi posto fim há pouco tempo.
Corrida de sacos no magusto-convívio
Corrida de sacos no magusto-convívio
Foi, de facto, em 2005 que estes dois jovens, acompanhados de outros companheiros de jornada, chamaram a si a revitalização da associação. É que, segundo os nossos interlocutores, mal parecia ser Abadim uma das freguesias do concelho com mais jovens e não ter dinâmicas e iniciativas próprias.
“Formamos uma Comissão Administrativa, promovemos eleições e assim fizemos ressurgir a ARDCA”, completam o Vítor e Orlando orgulhosos do seu papel neste processo.

Essencial colaboração das outras associações
Entrega dos prémios do torneio de futebol de praia
Entrega dos prémios do torneio de futebol de praia

Sintonizados com a realidade sócio-económica da terra e trabalhando no quadro das limitações daqueles que estudam ou trabalham, os dos “big-boss” da associação referem uma série de acções e programas que vêm sendo desenvolvidos ao longo dos dois últimos anos.
“Em colaboração com a Câmara Municipal, temos estado presentes com um stand na Festa do Associativismo, participamos em torneios de futebol de salão, organizamos provas de atletismo por ocasião da Festa de Santo António e torneios de futebol de praia e voleibol, junto à Barragem do Oural, para além da promoção de torneios de jogos de cartas” – contam estes dirigentes.
“Com cerca de 100 associados, esta agremiação de jovens tem o seu grande bolo de receitas nas festas e sorteios que promove, sorteios esses que servem, simultaneamente, de animação e convívio – garantem os dois responsáveis.

A sede social que falta

Provisoriamente com a sua sede social localizada no edifício da Junta de Freguesia, o Victor e o Orlando, acham que a ARDCA deveria ter a sua própria casa por muitas e óbvias razões.”
“Faz-nos muita falta uma sede onde pudéssemos ter o nosso arquivo, estabelecer os contactos necessários, ter um computador próprio, as nossas salas de reuniões e de convívio” – lamentam.
“Há, no entanto, que estar gratos à Junta de Freguesia e às outras associais locais que nos têm ajudado, sobretudo a Autarquia que nos cede as suas instalações sempre que precisamos” – informam.
Para colmatar esta brecha, os nossos interlocutores têm em mente aproveitar a Escola Primária local, em vias de esvaziamento.
“Vamos ver, se a escola fechar estaremos atentos, por forma a pedirmos à Câmara Municipal o seu aproveitamento para actividades sociais e culturais, servindo também para a nossa sede social. Seria uma boa solução para as nossas pretensões” – disseram os dois directores da ARDCA.
O envolvimento da maioria da população é um dos objectivos desta associação, pelo que a aposta nas iniciativas de cariz tradicional é uma preocupação permanente, partilhando e emparceirando muitas vezes com as outras colectividades existentes, com destaque para o Centro Paroquial, a Junta e o Conselho Directivo de Baldios.
“Vamos, contudo, lançar uma iniciativa nova este verão de 2007, nem mais nem menos do que uma festa de música electrónica, uma RAVE, na Zona de Lazer do Oural, nesta freguesia” – informam os entrevistados.

Uma RAVE no Verão

Uma RAVE naquele local paradisíaco de Abadim vai ser, certamente, um espectáculo nunca visto que a juventude cabeceirense vai ter a possibilidade de “curtir”.
Todas as outras acções já programadas vão, também, ser melhoradas e potenciadas para “saírem melhores do que as do passado ano”.
Entusiasmo e boa-vontade não faltam a estes jovens promissores. Abadim para eles é o seu berço de que não se querem desligar. O sentido de pertença e o gosto pelas origens são muito fortes e empurram-nos para dar o seu contributo e a sua colaboração cívica a Abadim de que muito se orgulham.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.