Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-02-2007

SECÇÃO: Região

Casa da Cultura expõe lenços dos namorados

Organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela Emunibasto com o apoio da Associação Aboim da Nóbrega, ADERMINHO e Aliança Artesanal, a Casa da Cultura apresenta ao público, de 7 de Fevereiro a 6 de Março, uma exposição de lenços dos namorados.
Trata-se de uma colectânea de trabalhos hábil e manualmente confeccionados e adornados em linho, cerâmica e porcelana, bem como outros objectos subordinados a esta temática, que podem ser observados e adquiridos naquele espaço cultural desta vila, de Segunda a Sexta-feira, entre as 9h00m e as 12h30m e entre as 14h00m e as 17h30m.

A Ministra da Cultura visitou a Casa do Barão e apreciou a exposição dos Lenços dos Namorados
A Ministra da Cultura visitou a Casa do Barão e apreciou a exposição dos Lenços dos Namorados

Peça decorativa do vestuário feminino

Outrora peça integrante do traje feminino e com funções decorativas, os lenços dos namorados cuja origem provável remonta aos séculos XVII –XVIII, assumiram uma importante função ao carregar consigo sentimentos amorosos revelados através de variados símbolos como a fidelidade, a dedicação, a amizade, entre outros. Originalmente confeccionados em ponto de cruz, foram posteriormente adoptando outros tipos de bordados, mais fáceis de confeccionar, que impuseram um trabalho decorativo de grande riqueza, substituindo o vermelho e preto inicial para dar lugar às cores variadas e novos motivos que assumiram maior expressividade nas diversas quadras bordadas ao gosto popular dirigidas ao “amado”, que na maior parte denunciam a ignorância ortográfica da bordadeira. Os lenços dos namorados são também testemunhos de épocas (a emigração para o Brasil), de trabalhos agrícolas (vindimas) e até de críticas sociais, chegando alguns deles a reflectir desamores.
Os lenços dos namorados são assim, peças de rica e exuberante manifestação do artesanato Português, cujo valor cultural deve ser divulgado e promovido.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.