Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-12-2006

SECÇÃO: Opinião

Venham mais 2…Bulgária e Roménia

foto
A partir do dia 1 de Janeiro de 2007 a Bulgária e a Roménia farão parte desta família grande denominada “União Europeia”. Actualmente, esta família é composta por 25 membros (mais 2 em 2007), estando a ser analisadas mais entradas, nomeadamente a da Turquia.
Devido às consequências nefastas causadas pela I e II Guerra Mundial, começou-se a pensar num projecto económico-político de forma a controlar as situações de conflito que durante várias décadas a Europa foi alvo, Assim sendo, o projecto pioneiro foi a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA) em 1951 e mais tarde a Comunidade Europeia da Energia Atómica (EURATOM). Em 1957 a França, Alemanha e Itália uniram-se e deram origem à CEE e em 1965 juntamente com a Bélgica, Luxemburgo e Holanda fundaram as Comunidades Europeias.
Pouco a pouco outros países quiseram unir-se a este projecto, nomeadamente em 1973 surge o 1º alargamento da União Europeia com a entrada do Reino Unido, Irlanda e Dinamarca. O segundo alargamento deu-se em 1981 com a adesão da Grécia e em 1986 com a entrada de Espanha e Portugal. Passados 9 anos entrou a Finlândia, a Aústria e a Suécia. Recentemente, em 2004, deu-se o maior alargamento de sempre, a adesão de 10 países, são eles: Polónia, República Checa, Hungria, Chipre, Malta, Lituânia, Letónia, Eslovénia, Eslováquia e Estónia.
A União Europeia é uma paisagem heterogénea, com disparidades sociais, políticas e económicas, disparidades essas que têm vindo a aumentar com os sucessivos alargamentos da União, não podendo falar num modelo social europeu, mas sim em vários num mesmo território político.

Por: Sílvia Machado

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.