Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-11-2006

SECÇÃO: Região

Desemprego no distrito de Braga sofre variação

O mês de Setembro é normalmente caracterizado pelo período de férias e o início de actividades nas escolas.
Segundo dados estatísticos, o mês de Setembro no distrito de Braga fixou-se nos 47.815, ou seja mais 1.382 que no mês anterior, contrariando desta forma a tendência em que se verificaram descidas durante seis meses consecutivos, embora continue a representar menos oito por cento, em relação a igual período do ano anterior, isto é menos 3.933 pessoas.
As ofertas de emprego no distrito voltaram no entanto, acrescer, pois atingiram 1.465, ou seja, o mais alto valor desde o início da actividade do Governo.

foto
È ainda importante referir que nos últimos doze meses houve no distrito de Braga 12.532 novas ofertas de emprego, o que confirma uma melhoria na actividade económica da região que deve ser devidamente bem aproveitada.
Certo é que, apesar de terem sido registadas, de Janeiro a Setembro do corrente ano, mais 9.732 novas ofertas, o facto é que apenas foram colocadas 3.315 pessoas, quando o nível de desemprego ainda é elevado nesta região.

Em Cabeceiras de Basto

No concelho de Cabeceiras de Basto e após análise dos dados estatísticos vindos a público, verifica-se um decréscimo de 11 por cento dos desempregados em relação ao mesmo período do ano anterior. Ou seja, o concelho dispõe de 1.158 desempregados, sendo que 183 (16%) estão à procura do primeiro emprego, 975 (84%) à procura de novo emprego, 227 (20%) têm idade abaixo dos 25 anos de idade, 931 (80%) acima dos 25 anos de idade. De salientar ainda que se regista um número de desempregados do sexo masculino inferior ao número de desempregados do sexto feminino, sendo de 366 (32%) em relação a 792 (68%), respectivamente.
Dados estatísticos que nos dão a conhecer as flutuações do emprego nesta região e através do qual se regista uma evolução positiva no panorama socio-económico, que terá de ser consolidado com a concretização das perspectivas de crescimento económico.
Pelos seis centros de emprego existentes no distrito, verificamos que Basto, em 2006, “ofereceu” 438 postos de trabalho, sendo que foram colocadas 131 pessoas o que representa um grau de eficácia de 29,9 por cento nad diligências efectuadas.
De referir ainda que a nível nacional, o desemprego foi em Setembro de 437.246 pessoas, contra os 472.144 no mesmo período em relação ao ano anterior, representando por isso um decréscimo de 34.868, ou sejam uma descida de sete por cento.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.