Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-11-2006

SECÇÃO: Opinião

O NATAL ESTÁ A CHEGAR!

foto
Chega Novembro e desde logo começamos a ver o comércio envolvido na decoração própria da época, que é o Natal! Não há dúvida que, pelo menos para mim, ver um simples pinheirinho ou outro artefacto natalício faz com seja tomada por vários sentimentos: saudade, tristeza, alegria, ansiedade e sobretudo esperança. Sinto-me triste porque aqueles que eu mais queria junto de mim já cá não estão! Falo especialmente da minha mãe que nos deixou há tão pouco tempo e não consigo conformar-me. Ela foi sempre uma pessoa preocupada com a saúde e tinha terror só de pensar que a morte a pudesse tirar de junto de nós. Mas todos sabemos que a vida não depende de nós e que não somos eternos. Temos que acreditar que o nosso destino está traçado…É nesta quadra que realmente o nosso coração fica embargado com sentimentos diferentes. Ao mesmo tempo somos tomados de alegria, porque nem tudo é mau. Há sempre alguma mudança para melhor nas nossas vidas rotineiras, uma simples modificação na nossa casa, por exemplo, torná-la diferente, mais atraente aos nossos olhos, o que nos pode fazer felizes. Embora sinta uma certa pena ao livrar-me de móveis que, mesmo velhos, fizeram parte da nossa vida.
foto
É na quadra natalícia, no final de cada ano que habitualmente fazemos alguma reflexão e tiramos conclusões sobre atitudes, comportamentos, notícias trágicas, violências, terrorismo, falsidades e sobretudo, boatos…O boato quando se espalha, levado por mentes retorcidas que agem na sombra, sob a forma de cochichos e sussurros, é fruto de mentecaptos que “cospem na mão de quem lhes dá pão”. Para mim são pessoas piores que inimigos declarados. Esses conhecemo-los nós e por conseguinte vigiamo-los. Estes e outros assuntos fazem-me pensar seriamente na vida e dizer. Será que a vida é só coisas ruins?
Será que não devemos acabar com a causa dos nossos infortúnios ou simplesmente ignorá-la?
Apesar dos acontecimentos horríveis, dantescos, que diariamente entram em nossa casa através da televisão, eu sei que nem tudo é mau neste mundo… e apesar de alguns ministros entrarem forte e feio nos bolsos dos portugueses, nomeadamente, o das Finanças eu ainda confio no Engenheiro Sócrates. Tenho esperança que o nosso Primeiro-Ministro irá conseguir levar a cabo o trabalho que está a desenvolver. Que olhe pela vida de todos, independentemente de serem funcionários públicos ou não. Precisamos que o País melhore em todos os sectores, especialmente naqueles que nos dá mais dores de cabeça, que é o da Saúde, Educação e Finanças, independentemente de sermos públicos ou privados.
Por isso, repito, que não devemos perder a esperança num futuro melhor. Todos nós queremos que o desemprego diminua, que haja um tecto e alimentação para todos e que não hajam mais crianças pelas ruas a pedir pão. Que as diferentes religiões do mundo se entendam em nome de todos os deuses, que se pare com o recrutamento de crianças para se suicidarem em nome de um deus que lhes dizem ter garantidas glórias eternas…que a ajuda humanitária não pare um só dia para matar a fome nos países do terceiro mundo e, sobretudo, que o Presidente Bush, o todo poderoso das Américas e do mundo, reflicta bem antes de se envolver em novas guerras!
E porque estamos a entrar na época do Natal, deixo aqui expresso o meu desejo de que todos tenham muita paz, saúde, amor e esperança num mundo melhor!
Bom Natal e um Feliz Ano Novo!

Por: Fernanda Carneiro

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.