Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-11-2006

SECÇÃO: Região

Pela Câmara
CÂMARA ESTABELECE PARCERIA COM UTAD

foto
Reuniu no edifício dos Paços do Concelho, no passado dia 9 de Novembro, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. Dos assuntos tratados, o destaque foi para a decisão do executivo em assinar um protocolo de colaboração com a UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, no âmbito da dinamização da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios e das Zonas de Intervenção Florestal no que se prende com a conservação e optimização dos recursos florestais. A parceria encetada entre estas duas entidades destina-se assim a contribuir para o desenvolvimento e aprofundamento da colaboração científica, técnica e tecnológica no domínio da floresta, quer seja através da emissão de pareceres e realização de estudos técnicos, quer seja através da colaboração de alunos dos cursos de licenciatura de Engenharia Florestal e de Ecologia Aplicada em estágios e projectos a realizar na e para a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.

COLECTIVIDADES CONCELHIAS RECEBEM APOIO

O executivo municipal decidiu ainda dar continuidade à atribuição de apoios às agremiações concelhias tendo em vista a prossecução das actividades a dinamizar. Neste âmbito, à Associação Cultural e Desportiva de S. Nicolau de Basto foi atribuído um subsídio monetário no valor 2500,00 Euros destinado a fomentar a prática desportiva nas camadas jovens daquela freguesia que agrega também jovens de outras localidades do concelho.
À Fábrica da Igreja Paroquial de Santo André, de Vila Nune, foi autorizada a prestação de apoio por parte dos serviços técnicos da Câmara para a elaboração dos projectos de especialidade relativos ao projecto da Casa Mortuária, daquela freguesia.
Também a Associação Recreativa, Desportiva, Cultural e Social “Os Amigos da Faia”, recebeu um apoio financeiro na ordem dos 1000 Euros destinado à realização do primeiro Concurso Cultural e Recreativo a levar a cabo até 15 de Dezembro de 2006. Trata-se de uma iniciativa que tem como objectivo criar hábitos de leitura e de escrita, divulgando, em simultâneo, a cultura popular da região e contribuindo para a promoção da associação e da região de Basto. Este concurso destina-se a pessoas de nacionalidade portuguesa e estrangeiras e abrange temas como a poesia erudita, popular, científica e de ponta, provérbio, adivinhas, anedotas, máximas, narrativas, vivência e contos, numa tentativa de preservar o património cultural oral. A entrega dos prémios, no valor de 500, 150 e 75 euros, destinado ao 1º, 2º e 3º prémios respectivamente, terá lugar no dia 26 de Dezembro, na freguesia da Faia.


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO APROVA CARTA EDUCATIVA CONCELHIA
A Escola EB1 da sede tem "lotação esgotada"
A Escola EB1 da sede tem "lotação esgotada"


O executivo tomou ainda conhecimento do parecer favorável e aprovação por parte do Ministério da Educação, da Carta Educativa do Concelho de Cabeceiras de Basto. Nesta perspectiva e de acordo com as opções da Carta Educativa, que mereceram, previamente “luz verde” do Conselho Municipal de Educação, da Câmara e da Assembleia Municipal, a realidade do sistema educativo de Cabeceiras de Basto em 2008-2009, traduzir-se-á em sete Centros Escolares para o 1º Ciclo, sendo: 1 na freguesia de Cabeceiras de Basto – S. Nicolau, 2 na freguesia de Refojos, 1 na freguesia de Arco de Baúlhe, 1 na freguesia da Faia, 1 na freguesia de Pedraça e 1 na freguesia de Cavez, para além de 3 Escolas Básicas do 2º e 3º Ciclo e 2 Escolas Secundárias.
Esta nova realidade implicará a adaptação de alguns edifícios escolares existentes e novas construções, transformando radicalmente a situação actual, caracterizada pelo elevado número de pequenas escolas do 1º ciclo, com muito poucos alunos, dispersas pelos lugares da zona mais montanhosa do concelho e em grande isolamento, da qual resultará certamente, melhores condições para a prática lectiva de alunos e professores e também maior sucesso escolar e educativo para a sua população mais jovem, numa aposta clara na qualificação dos cabeceirenses.

CONSTRUÇÃO DA UNIDADE DE INTERNAMENTO DO CONCELHO FOI ADJUDICADA

A Câmara nesta sua reunião indicou, também, como seu representante na Comissão Distrital de Protecção Civil, o Presidente da Autarquia que em caso de impedimento será substituído pelo Vice-presidente, Dr. Jorge Machado ou pelo vereador, Dr. António Pinto.
Foi ratificada ainda nesta sessão a adjudicação da empreitada de construção do Edifício para a Unidade de Internamento na sede do concelho de Cabeceiras de Basto, cujo início está agendado para o mês de Novembro e o seu terminus para finais de 2007. Esta importante obra para o concelho e para a sua população representa um investimento de 660.450,00 Euros.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.