Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-10-2006

SECÇÃO: Região

Centro Social e Paroquial de Abadim promoveu
"Boas práticas de planeamento e de avaliação"

O Centro Social e Paroquial de Abadim através do Projecto Desenvolver promoveu no dia 13 de Outubro, no Auditório Municipal Ilídio dos Santos, o Seminário alusivo ao Desenvolvimento Sócio-Comunitário: Boas Práticas de Planeamento e Avaliação.

Dr. Jorge Dantas falou sobre o papel das autarquias no desenvolvimento sócio-comunitário
Dr. Jorge Dantas falou sobre o papel das autarquias no desenvolvimento sócio-comunitário
Uma iniciativa destinada às instituições de solidariedade social, Juntas de Freguesia, técnicos, voluntários e demais pessoas interessadas nas questões do desenvolvimento sócio-comunitário, abordando temas como a “Investigação em Desenvolvimento Sócio-Comunitário: contributos para a prática”, numa abordagem efectuada pelo Professor Doutor Eugénio Silva, “Metodologias de Planeamento e Avaliação em Desenvolvimento Sócio- Comunitário: experiências inovadoras”, pela Drª Lurdes Macedo e Drª Paula Guerra, bem como “O papel da ONG, Associações e Instituições sem fins lucrativos no Desenvolvimento Sócio-Comunitário” por Drª Gabriela Nunes e Adelino Martins e ainda “O papel das Autarquias no Desenvolvimento Sócio Cultural”, pelo Dr. Jorge Dantas.
A cerimónia oficial da abertura foi presidida pelo Presidente da edilidade Cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, que na ocasião enalteceu a iniciativa, realçando a necessidade de debater e de reflectir sobre uma temática tão importante como o Desenvolvimento Sócio-Comunitário.
Na cerimónia de abertura esteve também presente o pároco Agostinho Esteves em representação da entidade promotora.

Atenção prioritária aos grupos mais desfavorecidos
O papel das ong's, associações e instituições sem fins lucrativos no desenvolvimento sócio-comunitário
O papel das ong's, associações e instituições sem fins lucrativos no desenvolvimento sócio-comunitário

Recorde-se que o desenvolvimento local significa a atenção prioritária aos grupos mais desfavorecidos e faz um apelo sistemático à participação desses grupos, à acção concentrada e coordenada entre entidades, com vista à convergência de esforços, saberes e recursos.
O desenvolvimento social e comunitário é entendido enquanto processo que se orienta para a criação de condições, capazes de favorecer o progresso social e económico de uma comunidade, com uma participação alargada e partilha de recursos, capacidades e potencialidades de todos.
Segundo a organização, só com uma acção local, próxima da realidade, se complementa e potencia a acção das políticas, aumentando a possibilidade de inserção na vida social e profissional. É esse o potencial dos projectos desenhados à escala local, essencialmente direccionados para as pessoas inseridas num espaço, onde actuam diferentes entidades e instituições que devem articular-se entre si, num objectivo comum que é o desenvolvimentos social e comunitário.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.