Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-10-2006

SECÇÃO: Opinião

Inês de Castro

foto
(Uma grande história, onde Inês de Castro morre por amor)

Tu ó Linda Inês
Que vives sepultada na história
Por tua morte glória

Por amor sofreste
Por amor morreste
Tu que em mim perdes-te
A vida nas lágrimas

Teus traços na história ficaram
Por ti
O Pedro amar
E tu amando-o a ele
Morreste assim
Pensando nele

Cruéis
Que junto à fonte
Te deixaram derramando a vida
Ficando marcada
Por tremenda esperança divina

Tu que Inês defendeste
Mesmo depois
Que o corpo perder
Que a alma te foste
Prender e assim venceste
Tremenda crueldade

Crianças que deixaras
Mas preocupada ficaste
Imploraste vida
Vida o que não te faltava

Do cretino
Que por amor a superioridade
Te fugiu com beldade
Que Pedro não a recuperando
Superior castigo deu dizendo:
- Que por morreres
Nunca deixaras de ser
A minha linda Inês.

Por: Ana Preciosa

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.