Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-04-2006

SECÇÃO: Associações Vivas

ADIB – ASSOCIAÇÃO DINAMIZADORA DOS INTERESSES DE BASTO

foto
Uma associação dinâmica por natureza

A ADIB – Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto é uma associação sem fins lucrativos, constituida a 22 de Abril de 1985. Sedeada no Campo do Seco, em Refojos, esta associação tem como principal objectivo a realização de actividades que visam o desenvolvimento da região de Basto, com incidência na área social, económica, cultural e recreativa, ao mesmo tempo que promove o combate à exclusão social e contribui para a melhoria das condições de vida da população mais desfavorecida, através de acções de formação, informação, entre outras.
No seu historial, esta associação conta com a promoção de várias actividades, algumas das quais de significativa importância no calendário das iniciativas concelhias, tais como as Comemorações do 25 de Abril, a Festa do Emigrante e dos Produtos Locais, o Festival Folcórico de Basto, entre outras. A ADIB é por isso, uma associação que gosta de participar nos eventos realizados no concelho, e desta forma contribuir para a dinamização sócio-cultural, recreativa e até económica da região, em prol do bem-estar da população local.
Visita à Bracalândia
Visita à Bracalândia

Uma associação jovem e empreendedora

A ADIB começou a sua actividade de forma tímida quando com o apoio do Centro de Emprego de Fafe, de três jovens integrados no âmbito do programa OTL (Ocupação dos Tempos Livres) e sob a orientação do Professor Alexandre Vaz, procedeu a um levantamento do património cultural e histórico do concelho de Cabeceiras de Basto. Actualmente, é promotora de diversas actividades recreativas, lúdicas, desportivas e culturais, que passam quer pela realização de conferências, quer pela promoção de acções de sensibilização, quer ainda pela realização de actividades tão diversificadas como as caminhadas, as visitas de estudo, as corridas de cavalos, as chegas de bois, as provas de atletismo, entre outras.
Jantar Comemorativo do 25 de Abril
Jantar Comemorativo do 25 de Abril
No âmbito da sua actividade, destaca-se ainda, em 2004, a participação com um grupo de jovens de Cabeceiras de Basto, na “Taça Snickers” evento desportivo de cariz nacional, realizada em Terras de Bouro.
A Associação foi igualmente responsável, com o apoio do IPJ – Instituto Português da Juventude, de um campo internacional de férias realizado em Cabeceiras de Basto, onde participaram jovens de países como Espanha, França, Hungria, Holanda e claro está, Portugal, proporcionando assim o intercâmbio juvenil, cultural e social, numa troca de experiências, que contribuiu, certamente para a valorização e formação dos participantes.
Esta associação tem estabelecido, ao longo dos tempos, uma forte ligação com as comunidades emigradas, quer através da edição de um jornal, o Ecos de Basto, que quinzenalmente faz chegar aos Cabeceirenses que se encontram a residir e a trabalhar além fronteiras, notícias da sua terra natal, quer através da participação na Festa do Emigrante e dos Produtos Locais, iniciativa realizada pela Câmara Municipal e pela empresa EMUNIBASTO; mas na qual participa anualmente, promovendo encontros de comunidades tendo em vista debater temas ligados à emigração, bem como a proporcionar momentos de convívio e de confraternização entre a população residente e os emigrantes.
A ADIB foi também uma das principais impulsionadoras da tourada à portuguesa no concelho, espectáculo tauromático realizado na Festa do Emigrante e muito apreciado pelos cabeceirenses, assim como, pela vacada/garraiada, cuja realização regista grande adesão popular.
Campo internacional de férias
Campo internacional de férias

Ocupação dos tempos livres

A ADIB afirmou-se desde sempre como uma alternativa para a ocupação dos tempos livres dos jovens e das crianças deste concelho, num período em que Cabeceiras não dispunha de infra-estruturas desportivas, culturais e recreativas que permitissem ocupar de forma salutar os tempo livres desta faixa etária da população.
Assim, começou por garantir o transporte das crianças e jovens para Fafe, cidade onde tinham acesso à Piscina Municipal e à prática da natação. Actualmente, e uma vez que que Cabeceiras de Basto nos útlimos doze anos evoluiu significativamente dispondo hoje, de um vasto leque de equipamentos culturais, desportivos e recreativos, a ADIB prossegue o apoio às camadas jovens do concelho. São de realçar as acções direccionadas para as crianças com idades superiores a 3 anos. Para tal, dispõe de um espaço que permite a ocupação dos mais pequenos, em tempo de aulas, das 16 horas às 19horas e durante as férias, entre as 9h-12h30m e as 14h00m – 18h00m, acompanhando e realizando actividades pedagógicas e de lazer quer nas suas instalações, quer nos diversos equipamentos existentes.
Neste âmbito, a ADIB promove também colónias de férias para crianças com menores recursos financeiros, ao mesmo tempo que dinamiza férias em movimento, campos de férias, entre outras actividades onde o saber e o lazer caminham lado a lado.
Visitas culturais, históricas, ambientais e lúdicas fazem ainda parte das actividades promovidas por esta associação juvenil.

Formação Musical

Colónia de férias na Apúlia
Colónia de férias na Apúlia
Ao longo dos últimos anos a ADIB tem vindo a dinamizar uma “escola” de música, onde crianças, jovens e menos jovens podem aprender a tocar vários instrumentos, tais como órgão, viola, cavaquinho e outros, com a ajuda de um professor disponibilizado para o efeito. Desta forma a associação garante a todos os que gostam de música a possibilidade de aprender e ocupar de forma salutar os tempos livres.
No campo musical, a associação tem um grupo de música popular – ADIDOLÁ – que já participou em várias iniciativas, divulgando as cantigas populares do Minho. Um trabalho assente na recolha e também na criação de temas musicais, alguns dos quais premiados em concursos e encontros, tais como, os Cantares das Janeiras, as Cantigas de Abril ou as Quadras de S. Martinho. No seu curriculum, este grupo, constituido em 1996, para participar no 1º Concurso de Cantares das Janeiras, possui ainda diversas actuações no concelho e nas terras limítrofes.


Jonal Ecos de Basto – uma referência na imprensa regional

A ADIB dispõe ainda de uma publicação intitulada Ecos de Basto. Trata-se de um quinzenário regionalista, que tem como objecto a divulgação dos principais acontecimentos registados sobretudo no concelho, mas também nas terras de Basto
Com uma tiragem superior a 2500 exemplares, este periódico é difundido não só no concelho, mas também junto dos cabeceirenses espalhados por outros pontos do país e além fronteiras. Um meio de informação que promove e dá a conhecer o que acontece em Cabeceiras de Basto, ao mesmo tempo que funciona como um elo de ligação dos cabeceirenses com a sua terra natal.

Uma aposta na qualificação dos recursos humanos do concelho

Paralelamente às actividades já referenciadas, a ADIB é também impulsionadora da formação profissional, tendo promovido a realização de diversas acções entre as quais um CPC – Curso de Património Cultural “Têxteis e Acabamentos”, de 1995 a 1997, um curso de “Vestuário Tradicional”, no âmbito do Programa Escolas Oficinas, financiado pelo IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, um curso de Hotelaria, Restauração e Turismo, integrado no Programa POEFDS e a formação “Arte de trabalhar flores naturais e secas” do programa PEPS.
Esta associação juvenil, desenvolve assim, um trabalho de parceria com várias entidades, nomeadamente com o Centro de Emprego das Terras de Basto, com a associação Mútua de Basto, no que concerne aos formadores, técnicos e consultores, bem como aos planos e programas de formação.
Esta aposta na qualificação dos recursos humanos do concelho, tem como objectivo contribuir para a melhoria dos níveis de literacia da população cabeceirenses, assim como para a integração social, a aquisição de novas competências técnico-profissionais, o combate à desertificação, a inovação tecnológica e ainda o apoio à criação de emprego, entre outros.
Esta associação, de referência concelhia, pretende nos próximos tempos alargar o seu campo de actividade, desenvolvendo diversas acções que contribuam para aumentar o bem estar da população local, gerar emprego e dinamizar o tecido socio-cultural de Cabeceiras de Basto.

Direcção:
Presidente > Irene Fontes
Vice-Presidente > Ricardo Santos
Vice-Presidente > Maria João Baptista
Secretária > Catarina Sousa
Tesoureiro > Silvia Oliveira
Vogal > Cláudio Pacheco
Vogal > Pedro Oliveira


Por Silvia Machado e Carla Oliveira


© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.