Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-11-2005

SECÇÃO: Mais e Menos

O MENOS
Destruição de bens públicos

foto
O Ecos de Basto continua a registar a destruição de bens públicos, seja através de pinturas murais, seja da deslocação de floreiras e eco-pontos, seja através da vandalização de placas de sinalização existentes no concelho, entre outros actos que em nada abonam a imagem da terra.
Desta feita, assinalamos dois actos que consideramos de mau gosto: são eles a deslocação das floreiras em ferro que ornamentam a vila e a tornam mais bonita e aprazível, nomeadamente junto ao Quiosque localizado na Rua General Humberto Delgado e a vandalização da placa indicativa do Lugar da Reboriça. Se certo é que, na sua maioria, os residentes de Cabeceiras de Basto sabem onde ficam as aldeias e vilas deste Município, certo é também que aqueles que nos visitam, sem placas indicativas, têm dificuldades de orientação. Renovamos, por isso o apelo para que estimem os bens públicos e contribuam para uma terra cada vez melhor, onde dê gosto viver.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.