Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-10-2005

SECÇÃO: Região

Encontro com a Imprensa Regional

foto
EDP minorou consequências da vaga de fogos florestais

A EDP, através do seu Director da Área de Rede da região do Ave e Sousa, Engº António Santos Ferreira, que se fazia acompanhar pelo responsável da Unidade Organizativa, a qual integra os concelhos de Amarante, Baião, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Felgueiras e Mondim de Basto, Engº Rui Soares e pelo Dr. Manuel Guedes do Gabinete de Apoio à Gestão, reuniram-se num almoço de trabalho com vários jornalistas regionais na vila cabeceirense.
O último dia do mês de Outubro foi o escolhido para um encontro entre responsáveis regionais da EDP e os órgãos de Comunicação Social locais editados nos municípios das Terras de Basto.
Ao sabor da magnífica vitela assada servida pelo Restaurante “Outeirinho”, o Engº António Santos Ferreira deu conta aos jornalistas presentes da importância que a EDP dá aos órgãos da Imprensa Regional, enquanto veículos privilegiados de uma informação de proximidade e de confiança, que levam a sua mensagem ao lugar mais recôndito da serra e às pessoas menos letradas das aldeias.
Daí a realização deste encontro que visa também aproximar, segundo aquele responsável, uma função muito parecida entre os jornais e rádios locais e a EDP, que também está em todos os sítios, por mais longínquos que estejam, fornecendo a energia eléctrica de que as pessoas precisam.
Incidindo a sua comunicação no trabalho discreto e sem visibilidade, levado a cabo pela EDP na última vaga de fogos florestais, o Director da Área de Rede daquela empresa com capitais públicos, destacou “o papel das suas equipas e os meios aplicados no terreno, por forma, não só a colaborar com as corporações dos Bombeiros, mas também a minimizar os efeitos do flagelo”.
Calculando que tivessem ardido cerca de 3000 metros de rede de energia que atravessa os montados de Cabeceiras, Celorico e Mondim, o Engº António Santos Ferreira afirmou que é de toda a justiça “realçar o trabalho das brigadas da EDP que contribuíram para que o desconforto não fosse maior, reduzindo, assim, ao mínimo o tempo de privação de electricidade, que como sabemos é bem essencial nos dias de hoje”.
Consciente de que pode ainda melhor na prestação dos seus serviços, a EDP garante que continua atenta e preparada para enfrentar já as condições atmosféricas adversas do Inverno, altura de frequentes avarias e cortes de energia, principalmente aquando da ocorrência de trovoadas.
Neste particular, aliás, os responsáveis regionais da EDP garantiram a Ecos de Basto que estão em curso modificações técnicas e a instalação de novos equipamentos na rede que abastece o nosso concelho que vão evitar aqueles cortes prolongados de electricidade que, habitualmente, afectavam esta região.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.