Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

SECÇÃO: Informação

38.ª Agrobasto: certame de referência na região

Autarcas de Basto cumprimentaram artesãos, produtores, comerciantes  e empresários que participaram no certame
Autarcas de Basto cumprimentaram artesãos, produtores, comerciantes e empresários que participaram no certame
Mais de uma centena de expositores marcaram presença

No âmbito da Feira e Festas de S. Miguel, foi inaugurada no dia 26 de setembro, a 38ª Exposição/Feira das Atividades Económicas de Basto – Agro-basto.
Coube ao presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. China Pereira, inaugurar o certame que este ano contou com mais de uma centena de expositores, desde o artesanato local, aos tratores, alfaias agrícolas e auto-móveis, passando ainda pelo setor agroalimentar. De referir, a presença de diversas instituições e empresas da região, assim como a participação de diversos criadores de gado bovino (barrosã, maronesa e minhota), caprino (bravia), ovino (bordaleira d`entre Douro e Minho), cavalar (garrano) e suíno (porco bísaro).
Organizada pela Câmara Municipal a 38ª Agrobasto, para além de ser uma grande mostra de equipamentos, produtos e serviços, visa anualmente a pro-moção socioeconómica, cultural e turística das Terras de Basto.
Na abertura do certame, o edil cabeceirense acompanhado pelos Presidentes das Câmaras Municipais de Mondim de Basto e Ribeira de Pena, respetivamente Humberto Cerqueira e Rui Alves, bem como, pelo representante da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. Mário Oliveira e demais autarcas do município e das freguesias, visitou todos os expositores presentes desejando-lhes os maiores sucessos.
Satisfeito com o número de expositores, China Pereira congratulou-se com a realização da edição 2014 da Agrobasto, certame que tem sido abrangente e alar-gado a diversos setores da produção, transformação, distribuição e comercialização aqui representados.
Segundo informação divulgada, ao longo dos anos, esta iniciativa tem permitido mostrar aquilo que é a força e a dinâmica da ruralidade das Terras de Basto, mas também registado uma adesão crescente de expositores de outros locais do país, evidenciando a evolução e a modernização dos produtores locais, que se têm tornado, assim, mais competitivos para combater a crise, acrescentando riqueza à economia local. Destaque também, para o espaço do empreendedorismo onde marcam presença, jovens empresários que ‘fintaram’ a crise e criaram novas oportunidades de negócio, desta feita, no setor das ervas aromáticas, culturas emergentes como o fisális, bem como, a dinamização de projetos agro-turísticos e ambientais inovadores e geradores de novas dinâmicas socioeconómicas no concelho.
No uso da palavra, China Pereira, destacou ainda a candidatura do Mosteiro S. Miguel de Refojos a Património Cultural da Humanidade, tema em destaque no stand da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. Trata-se de um importante e valioso monumento que considerou uma referência no concelho, um elemento agregador e diferenciador, que é necessário potenciar e valorizar. O autarca disse ainda que a inscrição do ‘Nosso Mosteiro’ na rota do património mundial representaria um importante fator de desenvolvimento e progresso para esta terra de Basto. Para o edil está é uma marca a promover e como tal uma aposta municipal.
O autarca terminou salientando a simbiose entre a tradição e a modernidade patente nesta 38.ª edição da Agro Basto.
O programa da 38.ª Agrobasto integrou também um programa festivo com destaque para a música popular, os cantares ao desafio, as demonstrações desportivas, os tocares de concertinas e o folclore, que durante três dias foram também eles, motivo de atração àquele importante certame económico da região de Basto.












© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.