Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 07-07-2014

SECÇÃO: Informação

A Comissão Política Distrital de Braga do PS

Joaquim Barreto
Joaquim Barreto
A VERDADE DOS FACTOS!

Na sequência da informação difundida relativamente à reunião da Comissão Política Distrital de Braga do PS e ao que nela se passou, chegou ao Ecos de Basto um esclarecimento do socialista cabeceirense Eng.º Joaquim Barreto, que passamos a divulgar:

“A Comissão Política Distrital de Braga, reunida no passado dia 19 de junho, expressou-se e votou, por maioria, uma recomendação para a realização de um congresso extraordinário, antecedido de eleições diretas para o Secretário-geral, por 43 votos a favor e 2 contra.
Tratou-se apenas de uma posição MAIORITÁRIA, a recomendar a realização de um congresso extraordinário e eleições diretas para o Se-cretário-geral, que em nada se opõe aos estatutos, mas reveste-se isso sim, e porque estamos perante um cenário político, de um forte sinal de mais uma Distrital do PS a sugerir uma rápida clarificação interna do partido. Assim sendo, cai por terra o argumento que se atropelaram os estatutos e as regras do nosso Partido Socialista.
Sobre os constrangimentos e comportamentos havidos mesmo antes da votação, com tentativas de condicionamento dos trabalhos e até exaltações exageradas de alguns presentes, não farei qualquer comentário, apenas desejo isso sim, que após todo este processo saibamos estar unidos no combate e defesa do ideário do Partido Socialista, independentemente das nossas opções, assim é o PS e o País democrático em que militamos e vivemos respetivamente. Respeitarmos as escolhas de cada um, fomentando um profundo e amplo debate, estamos somente a fortalecer o PS e a ajudar a construir um projeto alternativo que devolva a esperança aos portugueses e a Portugal.
RELATIVAMENTE ÀS ACUSAÇÕES QUE ME SÃO FEITAS pela tentativa de agressão, quero afirmar que as mesmas NÃO CORRESPONDEM À VERDADE, SÃO CALÚNIAS INFAMES DE ASSASSINATO DE CARÁCTER.
Faço saber, que no local próprio, através dos tribunais, será reposta a verdade, a dignidade e a honra a que todos enquanto cidadãos temos direito.
Os testemunhos espontâneos, das pessoas que assistiram à conversa com o funcionário visado, e que abaixo transcrevo, são bem demonstrativos da veracidade dos factos.

OS TESTEMUNHOS

“Estivemos presentes e assistimos a conversa entre o camarada Joaquim Barreto e o funcionário do Partido Carlos Mendes, no final da reunião da Comissão Política Distrital de 19 de junho. É MENTIRA QUE TENHA HAVIDO QUALQUER AGRESSÃO OU TENTATIVA DA MESMA.
Estamos disponíveis para testemunhar e repor a verdade nos tribunais, na defesa dos superiores interesses do Partido de que somos militantes e dirigentes, e como tal sentimo-nos afetados com estas falsidades. Mais ainda, estamos disponíveis com o nosso testemunho, para defender a dignidade e a honra do camarada Joaquim Barreto.
Com estas atitudes indecorosas e inqualificáveis, procurou-se esconder a vitória maioritária que se obteve para a marcação do congresso extraordinário do Partido Socialista, antecedido de eleição direta do SG, e amplificando um mero fait divers, caluniando os militantes e manchando o nome do PS na praça pública.”

Jorge Dantas, membro da Comissão Política Distrital de Braga e Presidente da Comissão Política Concelhia de Vieira do Minho; Laurentino Rega-do, Presidente da Comissão Política Concelhia de Esposende; Marco Candeias, membro da Comissão Política Distrital do PS Braga; João Pacheco, Secretário Coordenador da JS de Cabeceiras de Basto; Hugo Teixeira, membro da Comissão Política Distrital da JS da Federação de Braga.”

O Ecos de Basto sabe que o autarca cabeceirense Eng.º Joaquim Barreto, já entrou com um processo em tribunal para repor a verdade dos factos, re-querer a condenação dos detratores e repor o seu bom nome.
Com esta atitude está a usar um direito que qualquer cidadão, independentemente da sua condição, dispõe para se defender perante aqueles que querem manchar e denegrir o seu nome na praça pública.










© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.