Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-11-2013

SECÇÃO: Informação

Presidente da Câmara visitou Feira Tradicional e Etnográfica de Cavez

China Pereira cumprimentou os 'vendedores'
China Pereira cumprimentou os 'vendedores'
A convite da Escola Básica da Ferreirinha, o Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. Serafim China Pereira, acompanhado pelo vereador Francisco Alves, visitou no passado dia 10 de novembro, a décima segunda edição da Feira Tradicional e Etnográfica promovida na vila de Cavez.
Presentes estiveram também, representantes do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, autarcas da freguesia, pais, alunos, professores e população em geral, que ali se deslocaram para visitar e adquirir produtos biológicos e as iguarias locais, próprias da época que atravessamos.
Feira decorreu no Largo do Souto
Feira decorreu no Largo do Souto
O autarca assistiu in loco à comercialização de diversos produtos, assim como à recriação de alguns quadros cénicos outrora usuais e que com o tempo e o acesso às novas tecnologias foram caindo em desuso.
A azáfama era grande e miúdos e graúdos propagavam e comercializavam os produtos da horta e os seus derivados, invadindo assim, o largo do Souto da Aldeia, centro histórico de Cavez, com pregões apelativos.
Autarcas e representantes do agrupamento de escolas marcaram presença
Autarcas e representantes do agrupamento de escolas marcaram presença
Uma iniciativa organizada anualmente pela escola, mas à qual se têm vindo a associar coletividades da freguesia que aproveitam esta Feira para ali comercializarem os mais diversos produtos e angariar receitas. Mel, nozes, couves, pão, doces, leguminosas, compotas, ovos, frangos, coelhos, porcos, ‘chinos’, entre outros, foram alguns dos produtos expostos. Também o ‘fotógrafo’, o ‘vendedor de jornais’, a vendedora do café, a doceira, entre outras recriações de profissões antigas, estiveram em destaque. Vestidos a rigor, os participantes promoveram uma jornada etnográfica de grande beleza, envolvendo a população que a pouco e pouco, ia comprando os produtos e escoando os cestinhos. À iniciativa, como vem sendo habitual, associou-se o Rancho Folclórico S. João Baptista de Cavez, que ao som das concertinas, cantou modas antigas e deu azo à animação popular. No decurso desta Feira, houve ainda espaço para uma tradicional desfolhada que envolveu miúdos e graúdos.
A Feira Tradicional e Etnográfica de Cavez que foi tal como referido, uma vez mais organizada pela Escola Básica da Ferreirinha decorreu entre as 10h00m e as 12h30m. A comunidade escolar envolveu-se. Pais, professores, alunos e encarregados de educação participaram nesta Feira Tradicional e Etnográfica a que a comunidade em geral aderiu em grande número e que de ano para ano tem vindo a registar crescente número de participantes e visitantes.
Volume de negócios correspondeu às espetativas
Volume de negócios correspondeu às espetativas
Trata-se por isso de uma iniciativa que ano após ano regista sucesso renovado, abrindo a Escola à comunidade, envolvendo as pessoas de todas as gerações em prol da valorização dos produtos tradicionais e da promoção dos usos e costumes da terra.































© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.