Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 25-03-2013

SECÇÃO: Destaque

Semana da Floresta e da Primavera foi um verdadeiro sucesso

Eurodeputado Dr. Capoulas Santos visitou Cabeceiras de Basto
Eurodeputado Dr. Capoulas Santos visitou Cabeceiras de Basto
Chegou ao fim com um “balanço francamente positivo” a edição 2013 da Semana da Floresta e da Primavera de Cabeceiras de Basto, uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal, empresa municipal Emunibasto, Régie Cooperativa Basto Vida e Associação Mútua de Basto/Norte, com o apoio do Agrupamento de Escolas, do Externato de S. Miguel de Refojos, da Cooperativa Terra+Verde, da Confederação de Agricultores de Portugal e da Associação Encanto Radical.
O certame, que ao longo de oito dias promoveu muitas e diversificadas atividades, encerrou no passado dia 18 de março com o Ciclo Nacional de Sessões dedicado à agricultura, uma ação promovida pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC).
De referir que ao longo de oito dias foram promovidas atividades diversas de sensibilização ambiental, tais como: limpeza, retancha, poda e plantações de árvores nos ‘Parques Florestais – Floresta Verde’ de Chacim (Refojos) e Vila Nune, uma iniciativa associada ao Movimento Plantar Portugal; a ação ‘Plantar uma Ideia’ pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal que envolveu os utentes dos Espaços de Convívio e Lazer e as crianças das escolas; oficinas criativas; exposição de espantalhos; ateliês de música, dança e expressão plástica; atividades desportivas; visitas guiadas; teatro; e ações de sensibilização para as boas práticas ambientais que envolveram crianças, jovens e adultos na defesa do meio ambiente e na promoção do uso múltiplo da floresta.

‘Compostar – outra forma
Centenas de crianças participaram nas ações promovidas durante a Semana
Centenas de crianças participaram nas ações promovidas durante a Semana
de reciclar’

No arranque de mais uma iniciativa dedicada à floresta e ao seu uso múltiplo, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto promoveu, no dia 12 de março, uma sessão de esclarecimento intitulada ‘Compostar – outra forma de reciclar’, uma iniciativa que contou com o apoio da Resinorte SA e que teve como destinatários a população em geral e as famílias que possuem habitações dotadas de jardins ou quintal em particular.
Durante a ação, coube à técnica da Resinorte, Ana Silva, explicar aos presentes a importância do projeto, assim como sensibilizar os presentes para as vantagens da utilização da compostagem. No final, 13 pessoas levaram o compostor para casa mostrando que “são amigas do ambiente” e que valorizam este projeto piloto.
De salientar que esta campanha, destinada à valorização de resíduos biodegradáveis que a Resinorte se encontra a desenvolver no âmbito do projeto ‘Compostar – outra forma de reciclar’, conta com o apoio da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e permitirá entregar ainda outros compostores aos agregados familiares que assim o desejarem, sendo para tal necessário fazer uma inscrição prévia.
A compostagem doméstica é um processo simples de ‘reciclagem’ de matéria orgânica, através do qual são depositados no compostor restos de comida e resíduos das hortas e jardins, transformando os resíduos biodegradáveis em fertilizante natural, rico em nutrientes, a que se chama composto. O composto produzido que pode ser aplicado em vasos, sementeiras, hortas e jardins, sendo um fertilizante de elevada qualidade que vai melhorar as características do solo contribuindo para a diminuição de fertilizantes sintéticos e de água utilizados.
Ao dinamizar esta iniciativa, incentivando a população a fazer a separação e a valorização dos seus resíduos orgânicos, a Resinorte, em colaboração com a Câmara de Cabeceiras de Basto e as Juntas de Freguesia, pretende diminuir os resíduos urbanos biodegradáveis encaminhados para o aterro sanitário e assim promover a utilização de um fertilizante natural de grande qualidade e muito mais benéfico para as plantas e para o ambiente.
No dia 13 foi a vez de Mariana Alves, também da Resinorte, sensibilizar os alunos do 1º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto para as boas práticas ambientais, numa sessão que decorreu no Auditório Municipal Ilídio dos Santos.
Especialistas partilharam pontos de vista sobre a valorização dos territórios
Especialistas partilharam pontos de vista sobre a valorização dos territórios
Para além de explicar às crianças a importância da separação do lixo nos diferentes ecopontos, Mariana Alves explicou ainda às crianças o que são os aterros e o biogás, garantindo-lhes que todas as embalagens, frascos e garrafas que vão para os ecopontos “têm um final feliz”. No final, a técnica da Resinorte desafiou os mais novos “a serem os melhores a separar” o lixo.

Abertura oficial do certame com visitas às explorações agropecuárias e ambientais

A abertura oficial da Semana da Floresta e da Primavera, que ocorreu no dia 15 de março, contou com a presença do eurodeputado, Dr. Capoulas Santos, que acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng. Joaquim Barreto, presidiu à sessão na Praça da República.
Neste dia, foram realizadas visitas de grande relevo que contaram, para além do eurodeputado e do presidente da Câmara, com a presença dos produtores de caprinos, ovinos e bovinos e produtores de ervas aromáticas e medicinais, entre outros.
De referir que a iniciativa foi acompanhada por técnicos da Mútua de Basto/Norte e por uma equipa de reportagem da TSF que no dia 16 de março emitiu, a partir de Cabeceiras de Basto, o programa ‘Terra a Terra’.
A visita incluiu a passagem por várias explorações agropecuárias e ambientais, desde logo explorações de caprinos, ovinos e bovinos da raça barrosã, um circuito que permitiu à comitiva visitar também o Entreposto Comercial de Basto, o Posto de Fomento Cinegético, o Centro de Vida Selvagem, a Casa do Pão, a Pista de Pesca Desportiva de Cavez, as áreas de lazer de montanha, o Complexo Florestal da Veiga e a Casa da Lã.
O principal objetivo foi dar a conhecer a multifuncionalidade da floresta enquanto fator determinante para um desenvolvimento rural sustentável e os investimentos, muito significativos, que foram realizados no espaço florestal.

‘A Reforma da PAC’ esteve em debate

Na noite de 15 de março, o Auditório Municipal Ilídio dos Santos encheu para a conferência sobre a ‘A Reforma da PAC – Política Agrícola Comum’, que teve como orador convidado o eurodeputado Dr. Capoulas Santos.
Organizada pela Associação Mútua de Basto/Norte, Câmara Municipal e Emunibasto, a iniciativa contou com a presença de agricultores e técnicos ligados ao setor rural, não só do concelho de Cabeceiras de Basto, como também de localidades vizinhas.
Coube ao presidente da Câmara Municipal, Eng. Joaquim Barreto, apresentar o orador e o seu percurso político em Portugal e na Europa. Refira-se que o antigo ministro da Agricultura português foi distinguido com o prémio de melhor deputado ao Parlamento Europeu de 2012 na área da agricultura e desenvolvimento rural, uma distinção que foi atribuída em conjunto pela Revista europeia ‘The Parliament’ e pelo Parlamento Europeu.
Sociólogo de formação, Luís Capoulas Santos “é um homem ligado ao mundo rural, um homem que assume com seriedade e responsabilidade os seus compromissos”, disse Joaquim Barreto, elogiando o percurso “intenso” desenvolvido pelo eurodeputado no setor da agricultura.
Considerando que “a agricultura mantém a sua identidade e é um setor muito forte”, Joaquim Barreto mostrou-se “honrado por verificar que há jovens em Cabeceiras de Basto a dedicarem-se à agricultura com sucesso”.
O edil destacou, ainda, “a persistência e resistência dos agricultores na serra” e o “muito que esses homens e mulheres fazem pela nossa terra”. Evidenciou também da importância da organização da comercialização e da certificação dos produtos, “marcas que são uma mais-valia, que acrescentam valor ao produto e que devemos saber aproveitar”.
Joaquim Barreto afirmou que “há futuro na agricultura” e que “a agricultura está jovem e recomenda-se”.
Por fim, o autarca agradeceu a presença do orador e dos agricultores que se associaram ao evento, que pretendeu dar a conhecer o ponto de situação relativamente à negociação da reforma da PAC para os próximos anos 2014/2020.
Capoulas Santos, que viu serem votados, por maioria, no Parlamento Europeu, os seus relatórios sobre a reforma da Política Agrícola Comum (PAC), falou sobre a importância das negociações com os ministros dos 27 Estados-Membros sobre essa reforma, negociações essas que deverão arrancar a 11 de abril e terminar 30 de junho.
Capoulas Santos, que é o relator para os principais documentos da reforma da PAC, esclareceu ainda a plateia sobre as posições adotadas pelo Parlamento Europeu e pelos ministros no que toca, sobretudo, às questões relacionadas com as ajudas diretas aos agricultores e quem vai ter direito a pagamentos por hectare a partir de janeiro de 2014.
O eurodeputado falou também dos incentivos propostos nos relatórios para os pequenos agricultores; das majorações à instalação dos novos agricultores; dos incentivos aos jovens agricultores e dos novos princípios a adotar no que se refere ao arrendamento das terras.
Felicitando a organização pela iniciativa, o presidente da Assembleia Municipal, Dr. China Pereira, afirmou que “Cabeceiras de Basto é uma terra com futuro, que conta com os agricultores para ajudar a melhorarmos a nossa economia”.

‘Valorizar os territórios, revitalizar a economia rural’

Do programa da edição 2013 da Semana da Floresta e da Primavera destacaram-se, ainda, a realização da conferência/debate sobre o tema ‘Valorizar os territórios, revitalizar a economia rural’, nos Paços do Concelho, com a participação dos oradores Profº Oliveira Baptista (antigo Ministro da Agricultura), Engº Vítor Barros (antigo Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural) e Engº Carlos Duarte (antigo Secretário de Estado da Agricultura); o concerto musical pela Banda Cabeceirense e pelo Grupo Coral da ADIB – Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, no Auditório Municipal Ilídio dos Santos; e ainda a cerimónia evocativa do XXV Aniversário da Mútua de Basto/Norte, no Auditório Municipal Ilídio dos Santos.

‘Alterações ao IVA e IRS
na Agricultura’

Com um auditório sobrelotado, o Ciclo Nacional de Sessões dedicado à agricultura e promovido pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC) centrou-se no tema das ‘Alterações ao IVA e IRS na Agricultura’.
A sessão contou com a presença do Bastonário da OTOC, Dr. Domingues de Azevedo, do presidente da Câmara Municipal, Eng. Joaquim Barreto, do diretor da CAP, Dr. Carlos Alberto Carvalho, e ainda da Dra. Paula Franco da OTOC e da Dra. Cristina Pena da CAP. Participaram também nesta ação de esclarecimento dezenas de agricultores da região, dirigentes associativos e técnicos oficiais de contas.
Depois de cumprimentar a numerosa plateia e felicitar a organização por esta “oportuna” iniciativa, o autarca Joaquim Barreto disse que estas sessões de informação pretendem ajudar os agricultores a “estar dentro da lei”, mostrando ainda o seu regozijo pela organização do evento ter escolhido Cabeceiras de Basto para a sua 19ª sessão integrada no Ciclo Nacional.
Na sua intervenção, o Bastonário da OTOC, Dr. Domingues de Azevedo, incentivou os agricultores a consultarem um técnico oficial de contas para poderem entender as novas regras a que está sujeito o setor da agricultura e regularizarem a sua situação.
Domingues de Azevedo enalteceu, ainda, o trabalho desenvolvido pelas diferentes associações no que toca ao alerta dos seus associados para as novas normas vigentes, com o objetivo de levar os produtores a tirarem o melhor partido das alterações ao IVA e IRS.
Concluiu, por fim, que o Ciclo Nacional de Sessões dedicado à Agricultura “está a cumprir a sua missão de interesse público”.
O diretor da CAP, Dr. Carlos Alberto Carvalho, destacou, na sua intervenção, que “a agricultura tem registado, nos últimos anos, um crescimento positivo” e que “a agricultura é um setor fiável que valerá a pena trabalhar no futuro”.
Coube à Dra. Paula Franco da OTOC desmistificar as alterações ao IVA e IRS na agricultura, dando-as a conhecer em pormenor para que possam ser devidamente aplicadas na prática, a partir de hoje.
A consultora da OTOC deixou claro que “as coimas estão cada vez mais acentuadas” e que “estar numa economia paralela tem cada vez mais riscos”.
No final, os agricultores, dirigentes associativos e técnicos oficiais de contas esclareceram dúvidas e debateram as novas alterações ao IVA e IRS na agricultura.
Esta sessão marcou o fecho da edição 2013 da Semana da Floresta e da Primavera que pretendeu “informar e sensibilizar a população para a preservação e valorização da floresta e do seu uso múltiplo, colocando-a ao serviço das comunidades”, justificou o autarca Joaquim Barreto, garantindo que “o trabalho de sensibilização é realizado em parceria e que fruto dessa parceria temos tido uma maior adesão e participação alcançando os resultados a que nos propusemos”.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.