Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 01-10-2012

SECÇÃO: Cultura

No âmbito da Feira/Festas de S. Miguel

Mar de gente assistiu à adaptação da peça de Camilo
Mar de gente assistiu à adaptação da peça de Camilo
Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto apresentou ''''A Bruxa de Monte Córdova'''' de Camilo Castelo Branco

Integrado no programa festivo da feira e festas de S. Miguel, o Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto apresentou ao público, no passado dia 21 de setembro, a peça 'A Bruxa de Monte Córdova'.
Centenas de pessoas deslocaram-se à Praça da República, centro histórico desta vila, para assistir ao espetáculo, que abordou uma cena passada em Cabeceiras de Basto e retirada do livro com o mesmo nome, de autoria de Camilo Castelo Branco.
Mosteiro de S. Miguel de Refojos serviu de cenário à peça
Mosteiro de S. Miguel de Refojos serviu de cenário à peça
“O capitão-mor de Cabeceiras de Basto morria por ela. Dois frades de S. Miguel de Refojos andavam como energúmenos desde que a lobrigaram na sua igreja. (…) Angélica Florinda era a tentação, dos homens e dos anjos, inclusos os seres intermédios do género humano e dos serafins: os frades. (…) Eu não sei se este debuxo dá a perceber os mais donairosos, engraçados e louçãos dezassete anos de rapariga de são Pedro de Alvite! (…) Angélica do Picoto… amava… um frade bento… era um terceiro frade de s. Miguel de Refojos.” Assim, se lia na sinopse desta peça considerada ‘espirituosa’. “As personagens são fascinantes. A ação prende-nos numa tensão interior constante. Toda a obra tem a atmosfera de drama principalmente histórico que reflete o culto dos sentimentos fortes, mesmo violentos, próprio do Romantismo”, refere o CTCMCB.
Segundo informação divulgada, nesta adaptação, o Centro de Teatro tentou “construir uma linha narrativa que singularizasse o enredo à volta do amor entre Angélica Florinda e Tomás de Aquino.” “Uma história verídica de intrigas amorosas, conflitos ideológicos e fanatismos religiosos, numa constante mutação de cenários, desde a freguesia de São Pedro de Alvite, passando pelo Mosteiro de Refojos, pelo Porto e tragicamente culminando no Monte Córdova, Santo Tirso.”
De referir ainda que na encenação desta peça, o Centro de Teatro teve dois grandes desafios: o primeiro consistiu em motivar os atores para o universo romanesco do Camilo e o segundo, em preparar para palco e gerir uma encenação que implicou a participação de trinta e cinco atores de diferentes gerações.
Este foi por isso, mais um magnífico espetáculo levado à cena pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto que pretende ser uma marca cutural que aposta no desenvolvimento de um projeto de produção artística vocacionado para as artes de intervenção sociocultural, no âmbito do qual se trabalham as memórias, as tradições, o património material e imaterial enquanto fontes de pesquisa e ferramentas para a preservação e revitalização da identidade da região de Basto.
O elenco composto por 35 elementos
O elenco composto por 35 elementos
Esta aposta na formação artística em contexto de aprendizagem não formal nas áreas da interpretação, expressão plástica e iniciação teatral para as crianças, jovens e adultos, permite a concretização de projetos aglutinadores e envolventes, a ocupação salutar dos tempos livres de várias faixas etárias da população e em muitos casos, um encontro com a história e a cultura locais. .
«A Bruxa de Monte Córdova» foi por isso mais um espetáculo organizado pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela empresa Emunibasto EEM.
Espetáculo marcou encontro com a nossa história
Espetáculo marcou encontro com a nossa história


Ficha Técnica:

Adaptação, Dramaturgia E Encenação: Armando Luís, Neto Portela E Roberto Moreira Cenografia, Figurinos E Adereços: Joana Veloso Desenho De Luz E Som: Raül Peñuelas Elenco: Alcina Teixeira, Alexandre Teixeira, Alícia Andrade, Ana Teresa Silva, Armando Luís, Arminda Vaz, Catarina Ribeiro, Daniela Gonçalves, Dário Matos, Diogo Pacheco, Eugénia Magalhães, Filomena Pacheco, Francisca Magalhães, Joaquim Leite, José Barroso, José Pereira, Manuel Ferreira, Manuela Teixeira, Margarida Ribeiro, Marilisa Monteiro, Nuno Camisas, Olga Bastos Barbosa, Patrícia Teixeira, Paulo Gonçalves, Roberto Moreira, Susana Magalhães, Tânia Leite, Teresa Ramos E Tiago Teixeira Participação Especial: Carlos Alberto Ribeiro, João Sérgio (Guitarra Acústica), Jorge Costa, Luís Gonzaga, Manuel Carneiro (Viola Braguesa), Quim Campos E Coro Paroquial Santo André De Painzela Direção Técnica: Joana Veloso Produção Executiva E Assessoria De Comunicação: Alexandre Reis Produção: Ctcmcb – Centro De Teatro Da Câmara Municipal De Cabeceiras De Basto Classificação Etária: Maiores De 12 Anos Duração Do Espetáculo: 90 Min Aprox. Organização: Câmara Municipal De Cabeceiras De Basto E Emunibasto, E.E.M..
Agradecimentos: Atc — Associação Teatro De Construção E Chapitô.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.