Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 10-09-2012

SECÇÃO: Informação

Grupo Folclórico de S. Nicolau inaugurou nova sede

Os presidentes de Câmara e Assembleia Municipal inauguraram sede
Os presidentes de Câmara e Assembleia Municipal inauguraram sede
O Grupo Folclórico de S. Nicolau tem uma nova sede, um edifício que foi inaugurado no passado dia 26 de agosto pelos presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, respetivamente Eng.º Joaquim Barreto e Dr. China Pereira, pelo presidente da Junta de Freguesia de Cabeceiras de Basto (S. Nicolau), Francisco Correia e pelo presidente do Grupo Folclórico de S. Nicolau, Manuel Pacheco.
Depois do descerramento da placa alusiva à inauguração da sede da associação do grupo folclórico, na freguesia de Cabeceiras de Basto (S. Nicolau), seguiu-se a bênção das novas instalações. À festa, onde não faltaram as danças, a música e o bolo de parabéns, juntaram-se todos os elementos do grupo, familiares e amigos, assim como os vereadores Dr. Jorge Machado e Dr. Domingos Machado, as administradoras da Emunibasto, Prof. Stela Monteiro e Dra. Fátima Oliveira, membros da direção do grupo folclórico, individualidades da freguesia e população em geral.
Depois de benzer as novas instalações, o padre Avelino Vilela deu os parabéns à direção da associação pela persistência, assim como a todos aqueles que colaboraram na concretização do projeto.
Edil cabeceirense enalteceu dinamismo desta coletividade
Edil cabeceirense enalteceu dinamismo desta coletividade
Dirigindo-se aos seus conterrâneos, o presidente do grupo folclórico, Manuel Pacheco, mostrou o seu regozijo pela inauguração do edifício que custou cerca de 107 mil euros, agradecendo a todos aqueles que contribuíram para a execução da obra.
Manuel Pacheco reconheceu “todo o apoio dado pelo Município na elaboração da candidatura para a construção da sede”, que se concretizou num apoio do anterior Governo na ordem dos 45 mil euros. Refira-se que nos últimos 12 anos, o grupo folclórico recebeu mais de 15 mil euros da Câmara Municipal, uma verba que, somada aos 45 mil euros, ultrapassa os 60 mil euros em termos de apoio público.
O Presidente do Grupo agradeceu a todos os que contribuíram para a concretização da obra
O Presidente do Grupo agradeceu a todos os que contribuíram para a concretização da obra
Como a obra não está totalmente paga, o presidente do grupo folclórico apelou à vontade de todos (Junta de Freguesia, Câmara Municipal, Conselho Diretivo de Baldios e população em geral) para ajudar a liquidar as contas.
“Temos uma obra como não se vê em qualquer lado”, declarou, orgulhoso, Manuel Pacheco, assegurando que o grupo trabalhará afincadamente para pagar o que falta.
Na oportunidade, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto cumprimentou todos os presentes, dando os parabéns à Associação do Grupo Folclórico de S. Nicolau pela concretização da obra. “Hoje é um dia muito importante”, afirmou Joaquim Barreto, recordando a origem da associação, que nasceu no âmbito da participação do grupo no evento das Janeiras, uma iniciativa promovida pelo Município Cabeceirense.
Edil cabeceirense enalteceu dinamismo desta coletividade
Edil cabeceirense enalteceu dinamismo desta coletividade
O autarca cabeceirense fez, ainda, uma retrospetiva da evolução da freguesia nos últimos anos, onde foi possível construir novos equipamentos, requalificar os espaços públicos, melhorar os acessos, entre outros, com o intuito de promover a qualidade de vida das populações.
Destacando que “o folclore é uma marca distintiva das nossas populações”, o autarca sublinhou que o Grupo Folclórico de S. Nicolau “nasceu das nossas raízes, da nossa cultura e da nossa etnografia”, ocupando hoje “uma posição importante em Cabeceiras de Basto”.
O grupo folclórico “promove a cultura, ocupa de forma salutar os tempos livres dos jovens, promove o convívio intergeracional e consequentemente uma maior aproximação da população”, realçou Joaquim Barreto, reconhecendo o mérito, trabalho, dedicação e empenho a todos os que contribuem para a dinamização desta associação.
Depois de elogiar a qualidade das instalações e os espaços amplos para o desenvolvimento das atividades da associação, o presidente da Câmara deu os parabéns ao grupo de S. Nicolau pelo “gesto de gratidão” que tiveram para com o benemérito, Dr. Francisco Meireles.
Dirigindo-se aos elementos do grupo, o edil declarou: “vocês hoje têm uma responsabilidade acrescida. Que o grupo continue a crescer e possa afirmar, no futuro, que o esforço e trabalho valeram a pena”.
À festa não faltou o fado magnificamente interpretado por jovem da freguesia
À festa não faltou o fado magnificamente interpretado por jovem da freguesia
Enaltecendo “o ato de coragem” que representou a construção da sede do Grupo Folclórico de S. Nicolau, Joaquim Barreto garantiu que, “assim como no passado, iremos continuar a ajudar o grupo folclórico de acordo com aquilo que são as limitações da autarquia, próprias do momento que estamos a viver”.
José Carlos Rebelo, representante da Junta de Freguesia de Cabeceiras de Basto, louvou “o trabalho e empenho do grupo na concretização deste sonho”, lembrando a ação importante desempenhada por esta associação que tem levado o nome de Cabeceiras de Basto além-fronteiras. “Podem contar connosco”, concluiu José Carlos Rebelo.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.