Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-06-2012

SECÇÃO: Informação

Mercadinho promove produtos da terra

foto
Frutas e legumes de diversas qualidades, doces, compotas e licores, mel, ovos, vinho, chouriço, salpicão, alheiras, broa, bolo de chouriço e pão com chouriço, doces de romaria – cavacas e rosquilhos, entre outras iguarias da época, fizeram no passado dia 16 de junho as delícias aos amantes dos produtos tradicionais da época durante a realização do Mercadinho dos Sabores e dos Saberes que decorreu no Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe/Museu das Terras de Basto.
Promovido pela Câmara Municipal, através do Museu das Terras de Basto, a segunda edição do Mercadinho dos Sabores e dos Saberes revelou-se um sucesso, com dezenas de pessoas de vários pontos do Norte do país e turistas estrangeiros a marcar presença no certame.
Nesta edição, o Mercadinho dos Sabores e dos Saberes contou também com a exposição/venda de produtos em lã feitos pelas mulheres de Bucos, miniaturas de madeira e ainda com a presença dos vinhos ‘Casal de Morgade’ e da Casa de Encosturas, recentemente galardoada no 1º Concurso Nacional de Licores com duas medalhas. De salientar que o Licor de Ervas Aromáticas conquistou a Medalha de Ouro, enquanto o Licor de Laranja foi distinguido com a Medalha de Prata, prémios que “orgulham” a Casa de Encosturas e o Município de Cabeceiras de Basto.
A Diretora do Museu e os Autarcas à conversa com expositores
A Diretora do Museu e os Autarcas à conversa com expositores
Coube aos presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto e Dr. China Perira, inaugurar o certame, ao qual se associaram os vereadores Dr. Domingos Machado e Francisco Pereira, a administradora da Emunibasto, Dra. Fátima Oliveira, a diretora da Basto Vida, Dra. Catarina Ramos, assim como membros da Assembleia Municipal, entre outros convidados.
Para o presidente da Câmara Municipal, Eng.º Joaquim Barreto, o sucesso desta iniciativa está no recurso “aos sabores de outrora que, conjugados com a qualidade dos produtos da terra, permitem criar ótimos sabores”.
Esta atividade associa a cultura à economia local e à valorização dos nossos produtos locais, num “casamento perfeito entre os saberes, a qualidade e os sabores”, reafirma Joaquim Barreto, que vê na marca registada ‘Raízes de Basto’ uma forma de dar maior escala e visibilidade aos produtos locais.
Muito satisfeitos com os resultados deste certame, os produtores/expositores querem continuar a participar nesta feira, estando já a organização do Mercadinho dos Sabores e dos Saberes a pensar na próxima edição, que deve acontecer por altura do Natal, com produtos típicos da consoada.
Cabeceiras de Basto é um concelho ainda profundamente marcado pela paisagem natural e onde as pessoas continuam a cultivar frutas e legumes destinados ao consumo caseiro, mantendo-se os sabores de outras épocas.
Com esta iniciativa, o Município pretende manter vivas as tradições, os usos e costumes, fomentando a economia local e os produtos da terra.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.