Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-06-2012

SECÇÃO: Informação

Pela Câmara

Ambulância SIV presta serviço de emergência pré-hospitalar de grande importância
Ambulância SIV presta serviço de emergência pré-hospitalar de grande importância
Executivo toma posição sobre deslocalização e encerramento do serviço do INEM de Cabeceiras de Basto

Sob a presidência do Engº Joaquim Barreto, reuniu no dia 14 de junho, no salão nobre dos Paços do Concelho, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. Dos assuntos tratados, destaque para a tomada de posição aprovada, por unanimidade, sobre o encerramento do posto do INEM de Cabeceiras de Basto, que passamos a transcrever:
De acordo com as informações divulgadas no dia 13 de junho, pela comunicação social, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) diz que vai encerrar, a partir de 30 de junho, três serviços de prestação de socorro (Suporte Imediato de Vida [SIV] e Suporte Básico de Vida [SBV]) que tem a funcionar no distrito de Braga, entre os quais a ambulância SIV de Cabeceiras de Basto.
Assim, segundo as mesmas notícias, o diretor do INEM para a região Norte, Luís Meira, afirmou que “a decisão está a ser tomada em diálogo com as autarquias”.
No que concerne à Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, ninguém do INEM nem do Ministério da Saúde contactou com a Câmara Municipal nem com o seu presidente. Assim, não correspondem à verdade as afirmações transcritas nas citadas notícias, já que não houve qualquer contacto com a autarquia Cabeceirense.
A confirmar-se a decisão de deslocalizar e deixar de funcionar a ambulância SIV (Suporte Imediato de Vida), um serviço de emergência pré-hospitalar de grande importância para as populações, que nas suas saídas transporta um enfermeiro e um técnico de ambulância, a Câmara Municipal, enquanto entidade com legitimidade para defender os direitos do Munícipes, não aceitará esta posição e informará a população e os autarcas do concelho no sentido de defender, por todos os meios ao seu alcance, a continuação da prestação dos serviços de saúde que atualmente temos no concelho e que são essenciais para a qualidade de vida dos cidadãos de Cabeceiras de Basto.
Na reunião, o executivo tomou ainda conhecimento do ofício enviado no dia 13 de junho, ao Dr. Luís Meira, Diretor do INEM para a Região Norte, a questionar qual a pessoa desta Autarquia com quem foi estabelecido contacto, uma vez que “enquanto Presidente da Câmara Municipal e representante legítimo das populações de Cabeceiras de Basto”, não foi feita qualquer ligação.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.