Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-06-2012

SECÇÃO: Informação

Vida e obra de Pedro Homem de Mello

Francisca Magalhães encantou os presentes com o fado "Povo que lavas no Rio"
Francisca Magalhães encantou os presentes com o fado "Povo que lavas no Rio"
O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, inaugurou no dia 15 de junho, na Casa Municipal da Cultura, a exposição alusiva à vida e obra de Pedro Homem de Mello intitulada ‘Pedro Homem de Mello - o aristocrata que amou o povo’.
A iniciativa contou também com a presença dos vereadores Dr. Domingos Machado e Francisco Pereira, das administradoras das Emunibasto Prof. Stela Monteiro e Dra. Fátima Oliveira, da diretora da Basto Vida, Dra. Catarina Ramos, assim como membros da Assembleia Municipal, amigos do homenageado Pedro Homem de Mello, entre outros convidados.
O Presidente da Câmara enalteceu este tipo de iniciativas que evocam a nossa cultura
O Presidente da Câmara enalteceu este tipo de iniciativas que evocam a nossa cultura
A cerimónia foi abrilhantada pelos atores e atrizes do Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB), que declamaram e cantaram a poesia de Pedro Homem de Mello, momentos verdadeiramente singelos e emotivos que ficarão na memória de todos aqueles que se associaram a este evento cultural, onde foram descobertos novos talentos.
Acompanhada à viola pelo diretor artístico do CTCMCB, Roberto Moreira, a jovem atriz Francisca Magalhães interpretou o célebre poema de Pedro Homem de Mello ‘Povo que Lavas no Rio’, um momento dedicado ao Fado, carregado de verdadeira magnitude e beleza.
A atriz do CTCMCB Laura Carvalho declamou brilhantemente um poema de Pedro Homem de Mello, surpreendendo o público com a sua notável presença.
Dezenas de pessoas assistiram à inauguração da exposição alusiva à vida e obra
Dezenas de pessoas assistiram à inauguração da exposição alusiva à vida e obra
O ator Júlio Cardoso da Companhia de Teatro Seiva Trupe também brindou o público com a interpretação de poemas do homenageado da noite.
A cerimónia contou, ainda, com a apresentação do livro ‘Poemas Inéditos’ do autor José Maria de Lacerda e Megre, que cantou também à viola alguns poemas escritos por Pedro Homem de Mello, encerrando o sarau cultural com a atuação do Rancho Folclórico de S. Nicolau, que levou os presentes a dar um ‘pezinho de dança’.
O presidente da Câmara Municipal, Eng.º Joaquim Barreto, regozijou-se com a organização da exposição que “retrata o homem da cultura popular”, garantindo que o Município pretende aprofundar a cultura, “homenageando um homem que amava as artes”. E justificou: “um povo que perde a sua identidade e as suas raízes perde tudo”.
Um dos painéis que pode ser visitado até 6 de agosto
Um dos painéis que pode ser visitado até 6 de agosto
A exposição ‘Pedro Homem de Mello - o aristocrata que amou o povo’ tem como principal objetivo divulgar e enaltecer o legado deixado por Pedro Homem de Mello, homenageando desta forma tão ilustre o cidadão que dedicou a sua vida à cultura em geral e à cultura popular em particular.
Patente ao público até ao dia 6 de agosto, esta coletânea de painéis que divulgam o percurso de Pedro Homem de Mello enquanto poeta, folclorista, escritor, amante das artes e da cultura, dá corpo a uma mostra que integra quadros, telas, manuscritos originais e diversas publicações da sua autoria, gentilmente cedidas por várias pessoas que tiveram a felicidade de privar com o autor.
Ao organizar esta exposição, a Câmara Municipal e a Emunibasto pretendem manter viva a obra do poeta, folclorista e escritor Pedro Homem de Melo.
A exposição estará patente ao público, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30m e das 14h00m às 18h30m na Casa Municipal da Cultura de Cabeceiras de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.