Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 17-10-2011

SECÇÃO: Informação

‘Vidas com Histórias’ marcam encerramento da Comemoração do Ano Europeu de Voluntariado

Coordenador da Habitat falou sobre voluntariado e sociedade solidária
Coordenador da Habitat falou sobre voluntariado e sociedade solidária
Decorreu nos dias 14 e 15 de Outubro, a Comemoração do Ano Europeu de Voluntariado promovidas pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pelo Banco Local de Voluntariado (BLV), com o apoio da Régie Cooperativa Basto Vida, da empresa municipal Emunibasto e de diversas IPSS do concelho Cabeceirense.
A tarde do último dia ficou marcada pela iniciativa ‘Vidas com Histórias: Testemunhos de Voluntariado Nacional e Internacional’, que contou com a colaboração da Capital Europeia da Juventude.
Oito voluntários dos distritos de Braga e do Porto deram os seus testemunhos, revelando à plateia presente a experiência que viveram enquanto voluntários em Portugal, no Brasil, na Guiné-Bissau e em Moçambique, assim como a importância que o voluntariado tem nas suas vidas.
Joana Moura, Cristiano Veiga, Fátima Viana, Joaquim Leite, Alexandre e Alcina Teixeira, Amélia Pereira e José Ferreira foram os rostos desta iniciativa moderada pela coordenadora do Banco Local de Voluntariado, Dra. Fátima Oliveira, e aos quais se associaram o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, os vereadores Francisco Pereira e Domingos Machado, Carlos Santos da Capital Europeia da Juventude e Nuno Barreto da Fundação Bracara Augusta.
Diversas actividades animaram Praça da República
Diversas actividades animaram Praça da República
O contacto com as pessoas com necessidades e a vontade de ajudar os outros foram os principais motivos que levaram aqueles voluntários a iniciar o seu percurso no voluntariado, “uma causa que pode ser abraçada em qualquer idade”, realçou o autarca de Cabeceiras de Basto.
Em jeito de balanço, Joaquim Barreto garantiu que “vale a pena ser voluntário e ser parte activa da comunidade onde estamos inseridos”.
De salientar que com esta iniciativa, a Capital Europeia da Juventude pretendeu incutir nos mais jovens o sentido de voluntariado.
Pro sua vez, no dia 14 à noite, o convidado da conferência ‘Voluntariado – Sociedade Solidária’ que foi o coordenador do voluntariado da Habitat, Dr. João Cruz, partilhou a sua experiência sobre voluntariado, motivações e problemas que lhe estão associados, assim como das oportunidades e desafios que se colocam aos voluntários.
Voluntários partilharam histórias de vida
Voluntários partilharam histórias de vida
Depois da coordenadora do Banco Local de Voluntariado, Dra. Fátima Oliveira, ter dado a conhecer a instituição e os seus objectivos, o presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto lançou um desafio aos jovens: “sejam voluntários e desenvolvam uma cultura de entreajuda”.
Ao longo dos dois dias dedicados ao voluntariado, o Município de Cabeceiras de Basto e o Banco Local de Voluntariado pretenderam sensibilizar a comunidade para aderir ao projecto de voluntariado concelhio.
De salientar, por isso, que durante a campanha de angariação de voluntários promovida pelo Banco Local foram várias as dezenas de pessoas que decidiram abraçar o voluntariado, dedicando parte do seu tempo aos outros.
O programa das Comemorações do Ano Europeu do Voluntariado em Cabeceiras de Basto terminou no dia 15 à noite com as actuações do Grupo de Cavaquinhos da Raposeira e das bandas Flash, Space Jam e Hellord no palco montado em frente ao Externato de S. Miguel de Refojos, em pleno centro da vila .

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.