Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 17-10-2011

SECÇÃO: Informação

Escolas arrancam ‘a todo o gás’ em Cabeceiras de Basto

Mais de um milhão de euros é quanto o Município de Cabeceiras de Basto vai investir na Educação neste ano lectivo de 2011/2012, uma soma que abrange os serviços de transportes e refeições escolares, as Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC), o prolongamento de horário no ensino pré-escolar e as bolsas de estudo.
De salientar que estes apoios abrangem uma comunidade educativa que ultrapassa os 2500 estudantes do pré-escolar ao ensino secundário.

Actividades de Enriquecimento Curricular - Inglês
Actividades de Enriquecimento Curricular - Inglês
Mais de 17.300 euros serão disponibilizados pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto para a aquisição de livros e de material escolar. Os auxílios económicos serão atribuídos a cerca de meio milhar de crianças que frequentam o primeiro ciclo do ensino básico, no ano lectivo 2011/2012, que agora começa.
Trata-se de uma medida decorrente da lei que confere às autarquias competência para deliberar sobre matérias de acção social escolar, nomeadamente no que diz respeito à alimentação e atribuição de auxílios económicos a estudantes.
Estes auxílios económicos são atribuídos mediante o escalão de apoio em que cada agregado familiar está integrado, determinado pelo respectivo posicionamento nos escalões de rendimento para a atribuição de abono de família. Esta é uma medida que visa apoiar as famílias com parcos recursos financeiros, ajudando-as a suportar alguns dos custos com a educação das crianças que frequentam o primeiro ciclo do ensino básico.
Refeições escolares são comparticipadas pela Câmara Municipal
Refeições escolares são comparticipadas pela Câmara Municipal
O executivo municipal cabeceirense fixou, ainda, o preço das refeições a fornecer aos alunos do pré-escolar e do 1º ciclo nas cantinas sob gestão municipal, refeições estas cujo custo será igualmente comparticipado a 100 ou 50 por cento, tendo em conta os escalões em que os agregados familiares se encontrem integrados.
Oitenta e cinco é o número de bolsas de estudo a atribuir pela Câmara Municipal aos estudantes que concluíram com êxito o ano escolar que findou, uma decisão que representa um investimento superior a 55 mil euros e que tem como objectivo reconhecer o mérito dos alunos que obtiveram êxito escolar. Apoiar os jovens que frequentam o ensino secundário e superior a prosseguir os seus estudos e atenuar as despesas com a sua formação académica são também objectivos do Município de Cabeceiras de Basto.
O novo Centro Escolar do Arco de Baúlhe e a nova Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto (antigo ciclo) já estão a funcionar em pleno, acolhendo mais de 1200 alunos. Trata-se de dois estabelecimentos de ensino modernos que dispõem de todas as condições para a aprendizagem das crianças e dos jovens.
Com este novo estabelecimento de ensino, Cabeceiras de Basto terá uma escola de futuro, voltada para as próximas gerações, com melhores e mais ajustadas condições de ensino e de aprendizagem.
Toda a comunidade educativa sai a ganhar com este novo equipamento, que reúne o ensino básico, secundário e o ensino profissionalizante.
Transportes escolares servem centenas de crianças
Transportes escolares servem centenas de crianças


Associação de Pais visitou novos estabelecimentos de ensino

No arranque deste novo ano lectivo, os representantes da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto visitaram as instalações do Centro Escolar do Arco de Baúlhe e da Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto, tendo-se mostrado “muito satisfeitos e  enaltecidos  pelo facto dos filhos/educandos  disporem, a partir de agora,   de todas as  condições físicas e materiais  propiciadores ao sucesso escolar”, destacou a presidente da direcção da Associação de Pais, Dra. Paula Gonçalves.
De acordo com a mesma responsável, os encarregados de educação realçaram “a preocupação com as crianças com necessidades educativas especiais, sendo disponibilizados espaços físicos devidamente apropriados para o efeito, assim como o interesse demonstrado pelos centros escolares na vertente pedagógica, nomeadamente ao nível do apetrechamento logístico  das salas de aula; computadores e mesas adaptadas às aulas em questão, como é o caso da sala de EVT e quadros interactivos”.
Segundo Paula Gonçalves “é também importante salientar todo o espaço exterior envolvente para que os alunos possam desfrutar  de espaços ao ar livre para a realização de actividades  extracurriculares essenciais ao seu desenvolvimento harmonioso”.
“A Associação de Pais  felicita orgulhosamente o Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, responsável por tão grandiosa obra em prol da Educação no nosso concelho”, finaliza a presidente da direcção da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto.




© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.