Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 08-09-2011

SECÇÃO: Informação

Cavez
Largo do Souto recebeu ‘A Família Ditirambos e o Romance da Donzela Theodora’

O Largo do Souto, em Cavez, recebeu no passado dia 20 de Agosto, ‘A Família Ditirambos e o Romance da Donzela Theodora’.

Os Ditirambos "invadiram" o Largo do Souto
Os Ditirambos "invadiram" o Largo do Souto
Um espectáculo de teatro, cuja apresentação que, esteve a cargo dos alunos do Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, atraiu àquele centro histórico da vila cavezense, dezenas de pessoas não só da freguesia de Cavez como de outras terras limítrofes.
Num belo espaço e com entrada livre, a peça girou em torno da Família Ditirambos, uma das mais antigas famílias de comediantes ibéricos do teatro de festa e feira. Aqueles que com adereços, cenários, máscaras, mastros, cordas, bacias, panos e tudo que podiam encontrar pelo caminho, viajavam montados na carruagem dos sonhos, de terra em terra, de feira em feira, de palheiro em palheiro, representando as suas patuscadas, farsas, comédias improvisadas, dramas de faca e alguidar, valendo-se de todos os recursos da arte do teatro mais puro.
Utilizando a linguagem antiga dos Cordéis, improvisam e contam histórias fabulosas da tradição popular. Neste espectáculo, contam a incrível história da DONZELA THEODORA, um dos mais antigos contos da tradição do cordel ibérico. Já foi escrito e reescrito de mil formas, atravessou países e continentes, transformou-se num conto “viajante” e em alguns lugares até parece que a história aconteceu de verdade.
A DONZELA THEODORA, contada por estes Ditirambos, comediantes do teatro de Cabeceiras de Basto, aconteceu como mais uma experiência necessária na formação teatral destes jovens, depois de terem passado pela Praça da República, em Cabeceiras, e pela Rua, no Arco de Baúlhe. Um mergulho na história do teatro, nos primórdios da comédia latina, nas formas mais simples de representar e celebrar com os espectadores a festa da teatralidade.
A iniciativa recolheu o agrado do numeroso público presente. Na plateia este também o vereador da cultura da Câmara Municipal de Cabeceiras de Batso, Dr. Domingos Machado, assim como a administradora da Emunibasto, Drª. Fátima Oliveira.



© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.