Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 08-09-2011

SECÇÃO: Informação

Ultraleves sobrevoam Cabeceiras de Basto

Os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, Engº Joaquim Barreto e Dr. Serafim China Pereira e demais autarcas, deslocaram-se no dia 28 de Agosto de 2011, à Pista para Aeronaves de Cabeceiras de Basto, localizada na freguesia de Abadim deste concelho, para assistir à chegada de mais de uma dezena de avionetas, dando corpo ao ‘Encontro de Ultraleves’ .

Ultraleves despertam curiosidade dos cabeceirenses
Ultraleves despertam curiosidade dos cabeceirenses
Provindos de vários locais do país, tais como, Vila Nova de Cerveira, Braga, Viseu, Lisboa, Chaves, Póvoa de Varzim e Benavente, os ultraleves aterraram a partir das 11horas da manhã nesta pista construída em plena Serra da Cabreira, sob o olhar atento de centenas de pessoas que ali se deslocaram para apreciar as avionetas.
Uma Pista que na opinião do Engº Abraão Cruz, Presidente do Aeroclube do Norte, com sede na Póvoa de Varzim, possui óptimas condições e excelente localização para a aterragem destes aviões de pequeno porte. Opinião esta, partilhada por António Rocha, Presidente da Associação Portuguesa de Aviação Ultraleve. Para o ex-piloto da Tap, esta pista “para aviação ultraleve, é excelente”. É rodeada por uma magnífica paisagem e uma agradável zona de lazer localizada nas proximidades desta infra-estutura. Considerou a realização deste ‘Encontro de Ultraleves’ uma iniciativa de louvar levada a cabo uma vez mais pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela Emunibasto.
Os Presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal receberam os responsáveis pela organização
Os Presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal receberam os responsáveis pela organização
O Presidente do Aeroclube do Norte, enalteceu ainda a amabilidade da edilidade Cabeceirense, liderada pelo Engº Joaquim Barreto, com quem tem vindo a colaborar há mais de uma década. Uma colaboração que pretende manter no futuro, reiterando a disponibilidade e total apoio por parte do Aeroclube na organização deste tipo de encontros.
Recorde-se que esta Pista foi licenciada pelo Instituto Nacional de Aviação Civil no dia 15 de Junho de 2008, encontrando-se desde então em funcionamento. Foi construída ao longo de vários anos com o apoio do Regimento de Engenharia Nº3 de Espinho, cuja acção contribuiu para dotar aquela infra-estrututura de óptimas condições de utilização.
No entanto, o projecto desta pista para Aeronaves ainda não se encontra totalmente concluído. Está a ser feito um estudo para avaliar da possibilidade da sua pavimentação e da construção de um hangar de apoio aos pilotos e às avionetas, realçou na ocasião o edil cabeceirense, Engº Joaquim Barreto.
Recorde-se que o primeiro objectivo da construção desta pista, que tem como responsável o técnico municipal, Engº Luís Dourado, é servir de apoio no combate aos incêndios florestais, já que entre Braga e a Serra do Alvão, zona de grande mancha florestal, com uma orografia muito acidentada e acessibilidades difíceis, não existe qualquer outra infra-estrutura desta natureza. Daí a importância desta pista e da sua localização estatégica ao nível da protecção civil, não só para Cabeceiras de Basto, mas para uma região muito mais vasta que compreende os concelhos de Vieira do Minho, Montalegre, Boticas, Ribeira de Pena, Mondim de Basto, Fafe e Celorico de Basto. Trata-se por isso, de um investimento audicioso levado a cabo ao longo dos anos pela Câmara Municipal e que contou com o apoio da população local.
Esta Pista de Aeronaves, que possui mil metros de extensão, tem subjacente um segundo objectivo que passa pela criação em plena Serra da Cabreira, de uma infra-estrutura de apoio ao turismo, com condições para possibilitar o tráfego de aeronaves de recreio. O património natural e edificado com que o concelho é dotado, assim como, a existência de equipamentos inovadores e singulares na região, são motivos de grande atracção.
De quando em vez, esta Pista para Aeronaves que tem uma dupla função, transforma-se num Hipódromo, acolhendo importantes corridas de cavalos que registam o agrado e a adesão da população local.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.