Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 25-07-2011

SECÇÃO: Opinião

O lenhador e a raposa

foto
Um lenhador tinha uma raposa como companheira, era muito meiga e muita amiga do dono, todos os dias quando ele regressava do trabalho, lá estava ela a espera na soleira da porta.
Um dia talvez pela morte de uma familiar ele teve de tomar conta de uma criança, como não tinha mais ninguém, enquanto ia trabalhar deixaria o menino com a raposa.
Todos os vizinhos lhe diziam, tu um dia vais-te arrepender, sabes que a raposa não sabe o que faz e um dia pode matar o menino, mas o homem tinha confiança nela.
Um dia chega do trabalho não vê o menino, e a raposa lá estava a espera dele como de costume a porta, mas com a boca cheia de sangue, ele vê aquilo ficou aflito e desnorteado pegou na machada e cortou a cabeça a raposa sua amiga.
Entra dentro de casa e vê o menino na caminha a dormir e ao lado da cama, uma cobra enorme morta e traçada a meio.

Por: Dina

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.