Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 02-05-2011

SECÇÃO: Informação

Juventude Socialista promove “Roteiros Concelhios”

foto
A Federação Distrital de Braga da Juventude Socialista promoveu em Abril, mais uma edição da iniciativa Roteiros Concelhios, desta feita levada a cabo em Cabeceiras de Basto.
A Federação Distrital de Braga da Juventude Socialista, representada pelo seu Presidente, Pedro Sousa, e por mais alguns elementos do Secretariado Distrital foram recebidos pelo Secretário Coordenador da Concelhia de Cabeceiras de Basto, Orlando Lopes, e por demais elementos do Secretariado e da Assembleia Concelhia de Cabeceiras de Basto da Juventude Socialista.
A iniciativa teve início com uma recepção em plena Praça da República, onde foi possível constatar a requalificação, promovida pela Câmara Municipal, do centro histórico do Concelho, qualificando um espaço público para uso e fruição da população.
Após breves momentos de conversa, a comitiva dirigiu-se para o Restaurante Outeirinho, onde pode apreciar a gastronomia local.
Aí, Orlando Lopes, na sua primeira intervenção falou sobre o Concelho de Cabeceiras de Basto e sobre esta importante iniciativa da Federação Distrital de Braga da JS. Pedro Sousa, no uso da palavra, fez o enquadramento dos Roteiros Concelhios no plano Distrital e dos objectivos para o futuro próximo da Federação Distrital de Braga da Juventude Socialista.
Após o almoço, seguiu-se uma vista ao Centro Hípico de Cabeceiras de Basto, equipamento de lazer, mas também de formação frequentado pela população e onde são ministradas também aulas de hipoterapia dirigidas sobretudos às crianças e jovens. O Centro Hípico dispõe de um picadeiro interior para ensino e treino de volteiro, um picadeiro de aquecimento, um campo de saltos e diversas boxes preparadas para acolher equídeos, sejam eles de raça garrana ou lusitana. De frisar que neste espaço é, ainda, possível encontrar também um espaço de venda de produtos típicos da região, artesanato e não só, valorizando assim a componente identitária do Concelho de Cabeceiras de Basto e valorizando o seu potencial turístico. Aqui encontramos, ainda, a mítica miniatura do “Basto”.
A jornada seguiu com a visita ao Museu das Terras de Basto, local inaugurado a 23 de Maio de 2004, após obras de recuperação da antiga estação de caminhos-de-ferro de Arco de Baúlhe, levadas a cabo pela Câmara Municipal e que foi distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM) com o prémio de Melhor Programa Museológico durante os anos entre 2003 e 2005. Durante esta visita o grupo ficou a conhecer diversas Locomotivas e carruagens de séculos passados, no espaço apelidado “Vamos andar de comboio”, sendo que, as mais emblemáticas e que demonstram a importância a nível nacional deste museu são as carruagens Reais de D. Carlos e D. Amélia. No final da visita, e após aprender um pouco mais sobre a história ferroviária portuguesa o grupo tirou uma fotografia final e dirigiu-se à renovada Casa da Música. Este edifício datado do século XVI, teve na sua história diversos papéis. Já foi Paços do Concelho, casa da Cadeia e, actualmente, alberga a nova Casa da Banda Cabeceirense. Neste espaço cultural, reside agora uma escola de música com 191 anos de história e muitos sucessos.
Aqui os jovens socialistas apreciaram a actuação do jovem prodígio no Trompete, de 16 anos, de seu nome Carlos, que pretende alcançar a excelência atingida por Adriana Ferreira, outrora aluna desta escola e vencedora de diversos concursos internacionais. Foi igualmente possível assistir a uma actuação da banda no seu todo, tocando um excerto de uma peça israelita, que deixou a audiência sem palavras pela qualidade apresentada.
Os alunos, 45 em formação, 80 no todo, ensinam os mais novos, evitando assim a necessidade de contratar serviços externos, prestando um ensino mais direccionado e autónomo. Desta forma é possível poupar recursos e manter as formações gratuitas.
No final do dia, e em jeito de encerramento da iniciativa, o grupo reuniu-se com o Presidente da Federação Distrital de Braga do Partido Socialista e Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng. Joaquim Barreto, que recebeu o grupo no seu gabinete. Neste espaço, Orlando Lopes e Pedro Sousa, fizeram uma breve contextualização da visita, demonstrando a intenção de criar uma ligação mais próxima entre a estrutura da Federação Distrital de Braga da Juventude Socialista e os Concelhos que a compõem. Após isso, o Eng. Joaquim Barreto falou da sua vivência não só como Presidente de Câmara, mas também como oposição, das suas derrotas e vitórias.
A conversa com o Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Engº. Joaquim Barreto, deixou bem claro que a intervenção da Câmara Municipal se debate constantemente pela modernização e pela criação de novos espaços de debate e participação cívica. Na verdade a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto promove mensalmente um programa sócio-cultural e recreativo, como por exemplo, o “Cantar as Janeiras”, a “Festa da Primavera”, as “Comemoração do 25 de Abril”, descentralizando acções em várias freguesias do Concelho e desta forma abrangendo, população e visitantes, criando dinâmicas sócio culturais, recreativas e económicas a quem se desloca a Cabeceiras de Basto.
No entanto, além das iniciativas, existem vários equipamentos de forte pendor turístico como são o Museu das Terras de Basto, o Centro de Educação Ambiental, O Centro Hípico, a Casa da Cultura e a Casa da Música, cujo registo ascende anualmente cerca de 30.000 visitantes, demonstrando factualmente que esta é uma estratégia bem definida no que à atracção turística diz respeito.
O autarca afirmou ainda, que a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto está atenta à necessidade de criar emprego de forma a conseguir fixar a sua população, e por isso aposta na criação de espaços industriais, vendendo os lotes a preços acessíveis, assim como, na reabilitação de edifícios, criando trabalho e dinamizando a economia local. De destacar a proximidade e transparência dos serviços municipais com a população, pois através de um cartão de munícipe electrónico, qualquer cidadão pode aceder a qualquer informação relativa a processos que tenha a decorrer em qualquer serviço da Câmara Municipal. Isto apenas foi possível com a centralização dos dados e a criação do Serviço de Atendimento Único, que entrega a cada habitante o seu cartão do munícipe, permitindo-lhe aceder, de forma fácil e transversal aos serviços camarários.
A jornada prosseguiu com um jantar de confraternização entre todos os participantes na iniciativa, altura em que foi feito um balanço da mesma e se analisou sobre o futuro da JS no Distrito e Cabeceiras de Basto.
A iniciativa terminou com uma passagem pelo “Slim Bar” e pela discoteca “Fetishe”, em clima de salutar convívio e camaradagem com um brinde à Juventude Socialista e ao Distrito de Braga.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.