Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 17-01-2011

SECÇÃO: Informação

Pela sua saúde
Faça exercício físico, cuide da alimentação e dedique-se ao voluntariado

“A prática de 30 minutos/dia de exercício físico moderado (como o caso de caminhadas) atrasa o aparecimento das doenças crónicas ao mesmo tempo que permite fazer novas amizades”. O alerta é dado por uma estudante finalista do Curso de Medicina da Universidade do Porto, em trabalho realizado durante o período de estágio no Centro de Saúde de Cabeceiras de Basto, com o objectivo de sensibilizar a população para o envelhecimento activo.

foto
De acordo com o mesmo documento, “o envelhecimento não é um problema mas uma parte natural do ciclo de vida”, sendo por isso necessário “saber envelhecer, cuidando de si próprio”.
O desdobrável, distribuído aos utentes no Centro de Saúde, com conselhos e desafios para a população foi a forma encontrada pela futura médica para chamar a atenção para os benefícios de um envelhecimento com saúde, autonomia e independência.
foto
Não fumar, fazer uma dieta equilibrada, cuidar dos dentes e dar mais atenção à hidratação (beber líquidos) e ao repouso são os conselhos deixados pela autora do trabalho, que insiste ainda na prevenção de doenças, para a qual se torna fundamental o controlo da tensão arterial e a realização de rastreios periódicos.
No desdobrável com informação útil, os adultos são ainda desafiados a “manter a mente aberta” e a conviver, reforçando hábitos de leitura e treinos de memória, ao mesmo tempo que devem ser intensificadas as actividades de grupo.
foto
Fazer voluntariado é para a futura médica uma forma de ajudar a pessoa “a sentir-se útil, ao mesmo tempo que conhece novas pessoas”. De salientar que os seniores podem inscrever-se no Banco Local de Voluntariado para a prática das mais diversas acções de voluntariado. Desta forma, os idosos podem atrasar e até diminuir várias situações, como o aparecimento de doenças de evolução prolongada, a diminuição da capacidade de visão e audição e a diminuição de funções mentais e cognitivas.
E no final lança um apelo à população Cabeceirense: “não perca a oportunidade de viver de forma saudável e autónoma o mais tempo possível” aproveitando para fazer referência ao conjunto de equipamentos públicos municipais, existentes em Cabeceiras de Basto, que podem ser utilizados para a prática das actividades referidas.
Olhe pela sua saúde e não deixe de tirar partido dos pavilhões gimnodesportivos, do parque geriátrico e demais espaços de manutenção, piscinas, bibliotecas, museus, entre outros, disponibilizados pelo Município de Cabeceiras de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.