Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-12-2010

SECÇÃO: Última Página

Maquetas de Natal ecológicas para ver na Casa da Cultura
Melhores trabalhos foram premiados pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto

Trinta e oito maquetas de Natal construídas pelos meninos e meninas dos Jardins-de-Infância e escolas do Ensino Básico do concelho podem ser apreciadas até ao dia 28 de Janeiro de 2011.

A maquete apresentada pelo  J.I. da Ferreirinha foi distinguida com o 1º prémio
A maquete apresentada pelo J.I. da Ferreirinha foi distinguida com o 1º prémio
Presépios e árvores de Natal ecológicas com recurso a plásticos, embalagens, lã, tecidos, papel, bogalhos, abóboras, folhas de árvores e pinhas são a atracção deste Natal na Casa Municipal de Cultura de Cabeceiras de Basto.
Os trabalhos são o fruto do Concurso de Maquetas de Natal alusivas a diversas temáticas, uma iniciativa promovida pela empresa municipal Emunibasto em parceria com a Câmara Municipal que visa enaltecer o espírito da quadra natalícia. A actividade teve como destinatários os estabelecimentos do 1.º Ciclo do Ensino Básico e os Jardins-de-Infância do concelho.
No dia 15 de Dezembro, foram entregues os prémios às maquetas que obtiveram melhor classificação do júri.
Na categoria das EB1 destacaram-se o Centro Escolar 3.º ano – turmas 10 e 12 (1.º Prémio), a EB1 de Pedraça (2.º Prémio) e a EB1 de Ferreirinha – Cavez (3.º Prémio). Na categoria dos Jardins-de-Infância foram distinguidos o JI da Ferreirinha (1.º Prémio), o JI de Leiradas (2.º Prémio) e o JI de Santa Senhorinha (3.º Prémio).
Os prémios pecuniários no valor de 60, 50 e 40 euros, atribuídos respectivamente aos 1.º, 2.º e 3.º classificados, destinam-se à aquisição de material pedagógico-didáctico. De referir que os restantes participantes receberam um prémio de participação no valor de 30 euros.
O objectivo deste concurso foi seleccionar as melhores maquetas que, pela sua concepção, apresentação e originalidade, retratassem fielmente um qualquer motivo relacionado com o Natal. Sensibilizar e incutir nas crianças os valores do Humanismo e da Solidariedade, estimulando a sua criatividade foram também os intuitos deste concurso natalício.
Durante a inauguração da exposição, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, agradeceu a participação das escolas neste concurso onde “as crianças tiveram oportunidade de dar azo à imaginação nas disciplinas de artes plásticas”.
O autarca destacou ainda o envolvimento das turmas e o espírito de grupo demonstrado pelos alunos na concepção das 38 maquetas de Natal.
“É uma boa iniciativa que tem dado os seus frutos, incutindo nas crianças o verdadeiro sentido do Natal” com relevância para “os valores da partilha e da solidariedade cristã, que muito nos diz nesta época”.
O presidente da Câmara Municipal dirigiu, ainda, uma “palavra especial aos professores e educadores que trabalharam para este presépio de Natal”.
No total, o município investiu 1260 euros em prémios atribuídos a todos os participantes no concurso.
“Não vimos este valor como uma despesa, mas como um investimento nas pessoas e na comunidade escolar”, considerou Joaquim Barreto.
Na sua intervenção, a presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, Maria do Céu Caridade, agradeceu à Emunibasto e à autarquia a oportunidade dada aos alunos para poderem exercitar as artes. A responsável enalteceu, ainda, o recurso a materiais recicláveis para a construção das maquetas, o que demonstra “a atitude cívica das crianças e a sua preocupação com a preservação do ambiente”.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.