Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 06-12-2010

SECÇÃO: Informação

Pólo de Formação Profissional de Basto abre inscrições para Formação Modular

Estão abertas as inscrições para Formação Modular no Pólo de Formação Profissional de Basto, unidade gerida pelo Centro de Formação de Braga – Mazagão. Trata-se de uma formação para activos que visa responder a necessidades concretas dos activos empregados e das entidades empregadoras, podendo para o efeito efectuar a sua candidatura nas instalações do Pólo de Formação Profissional de Basto, na antiga Escola Tecnológica de Lameiros, em Refojos, Cabeceiras de Basto.

As inscrições podem ser efectuadas na antiga Escola Tecnológica de Lameiros, agora Pólo de Formação Profissional de Basto
As inscrições podem ser efectuadas na antiga Escola Tecnológica de Lameiros, agora Pólo de Formação Profissional de Basto
De salientar ainda que está a decorrer uma acção de formação para activos subjugada ao tema da Animação Sociocultural, em horário pós-laboral, na Casa da Cultura de Cabeceiras de Basto, tendo terminado na semana passada o curso de Comunicação no Atendimento, que teve como destinatários o pessoal técnico e administrativo da empresa municipal Emunibasto.
Fruto do aumento do desemprego um pouco por toda a região, o pólo tem registado grande afluência de público, que recorre com mais frequência às acções de formação para ver certificadas competências pessoais e profissionais. A aposta na formação é, por isso, uma mais-valia para a reintegração profissional dos adultos e jovens no mercado de trabalho.
Com o objectivo de valorizar os recursos humanos da região, o Pólo de Formação Profissional de Basto surge na lógica da descentralização dos serviços para dar uma resposta efectiva às necessidades da comunidade, através da realização de acções de formação que promovam a sua qualificação.
O edifício, propriedade da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, foi cedido em 2008 ao Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) para colmatar as carências sentidas ao nível da formação, com o intuito de aumentar e/ou melhorar os níveis de qualificação dos cidadãos.
O Pólo de Formação Profissional arrancou no mês de Junho e, até ao momento, já foram desenvolvidas seis Acções de Formação Modular (unidades de formação de curta duração inseridas nos referenciais de formação constantes do Catálogo Nacional de Qualificações) e duas Acções de Educação e Formação de Adultos (que permitem a dupla certificação), ambas dirigidas a activos e desempregados maiores de 18 anos.
De salientar que o edifício do Pólo de Formação Profissional de Basto dispõe de todas as condições necessárias ao desenvolvimento das acções de formação, quer ao nível da formação teórica, quer ao nível da formação prática.
O espaço integra, ainda, uma sala equipada com 21 computadores, estando a cozinha a ser alvo de uma remodelação para posterior formação na área de Hotelaria, nomeadamente nos domínios de cozinha, pastelaria e padaria.
Nos últimos meses, as áreas de formação privilegiadas foram a Cozinha/Hotelaria, Turismo, Hortofloricultura e Jardinagem em Espaços Verdes.
De acordo com o despacho, publicado em Diário da República, que cria a extensão do IEFP em Lameiros, o Pólo de Formação Profissional de Basto tem, assim, como missão a realização de acções de formação e outros serviços orientados para a satisfação das necessidades de qualificação dos recursos humanos da região de Basto e do próprio concelho de Cabeceiras de Basto.
O Pólo de Formação Profissional de Basto abrange assim os concelhos de Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Mondim de Basto e Ribeira de Pena, podendo a formação ser promovida nas instalações do pólo, em Lameiros, ou em instalações localizados nos próprios concelhos.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.