Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 06-12-2010

SECÇÃO: Informação

Almeida Santos inaugurou ''nova'' sede distrital do PS

A renovada sede distrital do Partido Socialista (PS) foi inaugurada no passado sábado, dia 4 de Dezembro, na Avenida Júlio Fragata, em Braga, uma cerimónia que contou com a presença do presidente do partido António Almeida Santos.

Descerramento da placa alusiva à efeméride
Descerramento da placa alusiva à efeméride
A obra, que representou um investimento de 155 mil euros, dos quais 116 mil dizem respeito à aquisição das instalações, está dotada de melhores condições, contando actualmente com um auditório com capacidade para 100 pessoas, gabinetes destinados ao presidente da Federação, presidente da JS, secretariado e ainda um gabinete destinado ao serviço administrativo.
No culminar de mais uma etapa, o presidente da Federação do PS, Eng.º Joaquim Barreto, destacou “a gestão rigorosa e a poupança na actividade interna”, que começou com os seus antecessores, medidas que possibilitaram a concretização de um desejo antigo.
Na sua intervenção, o líder da distrital destacou a inauguração do novo auditório dedicado a Salgado Zenha, uma homenagem ao grande socialista que honrou o distrito de Braga.
“Que esta seja a nossa casa, a casa dos socialistas, um espaço aberto a todos aqueles que venham por bem e que queiram servir as freguesias, os concelhos e o distrito”, salientou Joaquim Barreto.
Disse, ainda, que na decoração desta nova casa foi tida em conta a história do PS nacional e distrital e, por isso, foram colocados quadros com a fotografia dos presidentes e dos secretários-gerais do PS, “porque queremos que este seja um espaço de encontro com a nossa história”, justificou o também presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.
Num tempo em que a imagem dos partidos é tantas vezes denegrida, “deveremos fazer um esforço para ir ao encontro das pessoas e chamá-las à participação e dessa forma valorizar a participação democrática. Também assim estamos a valorizar os partidos políticos e a democracia que só tem sentido com esses mesmos partidos”, sublinhou Joaquim Barreto afirmando: “somos o primeiro partido do distrito e na base das nossas vitórias estão sempre os militantes e simpatizantes que acreditam nas nossas propostas”.
Joaquim Barreto, Presidente da Federação, no uso da palavra
Joaquim Barreto, Presidente da Federação, no uso da palavra
Salientando que o país atravessa um tempo difícil, o líder da Federação considerou que “o PS deve fazer parte da solução”. E confessou: “eu acredito que o PS vai continuar a ser poder. Estamos no momento de unir esforços e dar as mãos e os socialistas do distrito de Braga, na sua acção política, sentem-se honrados por servir Portugal e engrandecer o PS”.
Dirigindo-se ao presidente do PS com palavras elogiosas, Joaquim Barreto destacou o homem de tolerância, de convicções e disponível, um verdadeiro socialista.
Na sua intervenção, Almeida Santos incentivou os militantes a utilizarem a nova sede para debaterem e encontrarem soluções para os problemas, defendendo a necessidade de “globalizar a política para que esta seja capaz de regular o funcionamento da economia, evitando o esmagamento dos mais fracos e dos mais pobres à escala internacional”.
E defendeu: “é preciso uma nova partilha de riqueza, é preciso uma globalização fiscal e é preciso uma ordem militar global”.
O presidente do PS mostrou-se bastante surpreendido com a qualidade das novas instalações da distrital de Braga
De salientar que a inauguração contou, ainda, com a presença dos presidentes de Câmara de Barcelos, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vizela, dos presidentes e membros das Comissões Políticas Concelhias, deputados da Assembleia da República, presidente e membros da JS distrital, entre outros militantes, simpatizantes e convidados.
A cerimónia terminou com um verde de honra oferecido a todos os convidados.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.