Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-11-2010

SECÇÃO: Última Página

Cabeceiras de Basto adere à iniciativa ‘Cidades Contra a Pena de Morte’

foto
O Município de Cabeceiras de Basto aderiu à iniciativa mundial ‘Cidades para a Vida – Cidades Contra a Pena de Morte’.
foto
A Câmara Municipal Cabeceirense respondeu afirmativamente ao convite endereçado pela Amnistia Internacional para a comemoração da efeméride no próximo dia 30 de Novembro. Nessa mesma data, às 21 horas, o município vai convidar toda a população a acender uma vela branca junto à janela. À mesma hora, a autarquia vai acender 95 velas (em representação dos 95 países que aboliram a pena de morte) no pedestal do Cruzeiro da Praça da República, no centro da vila Cabeceirense.
No Cruzeiro será também colocada uma tarja com a indicação ‘Município de Cabeceiras de Basto Contra a Pena de Morte’.
No site da autarquia será disponibilizada informação relativa à adesão do município à iniciativa mundial ‘Cidades para a Vida – Cidades Contra a Pena de Morte’.
Uma participação maciça das cidades portuguesas transmitirá a mensagem de que a aplicação da pena de morte deve ser abandonada. Ao aderir a esta iniciativa, cada município garante que Portugal e os portugueses estão de facto motivados para apoiar a luta pela abolição da pena de morte e, acima de tudo, empenhados na defesa dos direitos humanos.
A 30 de Novembro, centenas de cidades de todo o mundo iluminam simbolicamente um edifício público ou um monumento histórico, demonstrando que são contra a pena capital e a favor da vida. No caso de Cabeceiras de Basto, serão acesas 95 velas e a população é convidada a associar-se a esta causa, acendendo também uma vela nesse dia, às 21 horas, à janela.
A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto considera que todas as iniciativas que possam contribuir para a defesa dos direitos humanos, em geral, e para a abolição da pena de morte, em particular, são de louvar e por isso se associou ao movimento ‘Cidades para a Vida’.
A autarquia considera, ainda, que há um longo caminho a percorrer uma vez que, em 203 países do mundo, apenas 95 aboliram, até hoje, a pena de morte.
A lista completa de todos os concelhos aderentes à iniciativa mundial ‘Cidades para a Vida – Cidades Contra a Pena de Morte’ deve ser consultada em www.santegidio.org/pdm/logo_cities.htm. Podem também ser obtidas informações na página Internet da Amnistia Internacional Portugal, no endereço
www.amnistia-internacional-pt.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.