Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 04-10-2010

SECÇÃO: Informação

Delegação de Cabo Verde visita Cabeceiras de Basto

Uma delegação de Cabo Verde, mais precisamente do Município da Boa Vista, esteve em Cabeceiras de Basto, de 28 de Setembro a 2 de Outubro, para participar nas festas do concelho e desta forma inteirar-se da realidade sócio-económica e cultural desta terra de Basto com quem se encontra geminado desde Março de 2009.

Nos Bombeiros Voluntários
Nos Bombeiros Voluntários
Uma geminação que pretende fortalecer os laços de amizade e de cooperação entre os dois povos, estabelecendo uma colaboração solidária que tem em vista o bem-estar dos seus cidadãos, através do desenvolvimento de acções mútuas nas áreas da juventude, educação, saúde, ambiente, cultura, formação, desporto e assessoria técnica.
Neste âmbito têm sido promovidos encontros, aquém e além mar, entre os representantes directos das partes, com o objectivo de conhecer as realidades locais e preparar acções futuras que passam pela realização de intercâmbios entre grupos populacionais, nomeadamente jovens, acolhimento de estagiários nos serviços da administração, definição e realização de projectos, apoio na elaboração de estudos, intercâmbio cultural e desportivo, troca de informação e documentação técnica, entre outras acções a incrementar, em prol do desenvolvimento social e económico das populações respectivas.
Esta é a segunda vez que a delegação caboverdiana, constituida pelo Presidente do Município da Boa Vista, Dr. José Pinto de Almeida, pelo Vereador, Joaquim de Andrade e pela assessora, Drª Nádia Santos, se desloca a Portugal.
O programa propriamente dito, integrou a participação em várias acções realizadas no âmbito das Festas do Concelho, durante os dias 28 e 29 de Setembro, assim como a visita a equipamentos, infra-estruturas, associações e colectividades, por forma a verificar in loco como se organizam e como funcionam. As visitas a equipamentos como a Pista de Pesca Desportiva de Cavez, o Posto de Fomento Cinegético de Moinhos de Rei, o Complexo Florestal da Veiga, as aldeias serranas de Busteliberne, Moscoso, entre outras fizeram parte do programa.

Nos Paços do Concelho
Na CABASTO
Na CABASTO

De referir ainda que esta delegação foi recebida no Salão Nobre dos Paços do Concelho no dia 28 de Setembro, pelo Presidente da Câmara Municipal, Engº Joaquim Barreto, vereadores, administradores das empresas municipais e técnicos desta Autarquia Cabeceirense. Uma cerimónia breve que serviu para trocar lembranças, apresentar cumprimentos, mas sobretudo para reafirmar os laços de amizade estabelecidos entre os dois povos. Na oportunidade o edil Cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, felicitou a comitiva, cuja visita a Cabeceiras de Basto reforça o espírito de cooperação que esta geminação tem subjacente. Dois povos unidos pela mesma língua, mas também por um forte legado histórico, cultural e humanista.
Da mesma opinião partilhou o Presidente caboverdiano que disse sentir-se em casa, realçando na oportunidade o facto de Cabeceiras de Basto ter sido o último Município com quem estabeleceram parceria, mas ser aquele por quem nutrem especial empatia, já que mais do que dar e receber, as relações pessoais contam, reconhecendo ainda o esforço que tem sido feito por ambos em prol do desenvolvimento das terras e do bem-estar das suas gentes. Na oportunidade o edil caboverdiano lançou um convite que foi também um desafio aos empresários e às pessoas no sentido de visitarem aquele Município africano, que a pesar das dificuldades é uma terra cheia de potencialidades.

Cabeceiras de Basto estreita laços com Boa Vista

Na Casa da Música
Na Casa da Música
Aquilo que seria uma “visita de cortesia” para participar nas Festas de S. Miguel acabou por ser uma visita de trabalho, cujo “resultado é extremamente positivo pois passamos a conhecer mais de perto a realidade de Cabeceiras de Basto”, destacou Joaquim Andrade, vereador do município de Boa Vista, Cabo Verde, geminado há ano e meio com o Município Cabeceirense.
Tal como referido, a delegação chegou às Terras de Basto no passado dia 28 de Setembro, tendo partido no dia 2 de Outubro. Durante a visita, a comitiva composta pelo Presidente da Câmara Municipal de Boa Vista, José Pinto de Almeida, pelo Vereador do Comércio e Transportes, Joaquim Andrade e a pela assessora Nádia Santos, teve a oportunidade de participar nas festividades em honra de S. Miguel, com destaque para a presença na grandiosa procissão, concurso pecuário, chega de bois, arraial de S. Miguel, assistindo ainda à actuação Bandas Filarmónicas na Praça da República.
“Cabeceiras de Basto impressionou-me bastante em tudo aquilo que vi. Sabia que o povo português é de natureza católica mas fiquei surpreendido com a profundidade, a disciplina, o rigor e a crença demonstrada durante a procissão de S. Miguel. É só experimentar para ver que, de facto, valeu a pena porque vamos daqui com uma experiência maravilhosa”, destacou o Vereador Joaquim Andrade.

Caboverdianos reuniram com empresários Cabeceirenses
Na Mútua de Basto
Na Mútua de Basto

No dia 1 de Outubro, a comitiva cabo-verdiana reuniu, nos Paços do Concelho, com empresários locais ligados aos sectores da construção civil, serralharias, comércio e transportes, um encontro promovido pelo Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras, Eng.º Joaquim Barreto, ao qual se associou o Vereador Francisco Pereira.
Durante a reunião, o Presidente do Município de Boa Vista, José Pinto de Almeida, fez uma caracterização actual da ilha com 622 quilómetros, que vive actualmente uma período de “grande expansão turística”.
O autarca cabo-verdiano falou da necessidade de atrair novos investidores, mostrando-se o município disponível para apoiar novos investimentos. Para isso convidou os empresários locais a visitarem a ilha de Boa Vista para identificar situações e oportunidades.
Os empresários mostraram interesse em visitar a ilha, devendo a comitiva portuguesa partir para Cabo Verde na primeira quinzena de Novembro. O Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto mostrou disponibilidade para apoiar a visita dos empresários locais até Boa Vista.
Depois de reunir com os empresários locais, a delegação cabo-verdiana iniciou um conjunto de visitas pelas várias estruturas municipais, com destaque para os Serviços Municipais de Acção Social, Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos, tomando ainda contacto com o funcionamento do Banco Local de Voluntariado (BLV), a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ), o Espaço Internet, o Espaço de Convívio e Lazer (ECL) de Refojos e o Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão (PMAC).

O povo de Cabeceiras é amável e humano

“Fiquei muito impressionado com a estrutura de intervenção na área social, cujo trabalho é esplêndido e vamos levar daqui matéria importante que nos possibilitará implementar na ilha de Boa Vista as experiências de Cabeceiras de Basto”, garantiu Joaquim Andrade, elogiando a disponibilidade da autarquia local para apoiar o município de Boa Vista.
No Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão
No Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão
“Vamos tentar ganhar tempo na área da Acção Social e implementar novas acções no mais curto espaço de tempo possível, adaptando a realidade Cabeceirense à nossa ilha”, referiu o Vereador cabo-verdiano, realçando a “amabilidade e a humanidade do povo de Cabeceiras de Basto que dá à área social uma importância muito grande, uma valorização que vale a pena num mundo cada vez mais egoísta”.
Depois da visita aos armazéns do BLV, o senhor Presidente da Câmara Municipal, En.º Joaquim Barreto, assegurou que “no Natal a ligação entre Cabeceiras de Basto e o município de Boa Vista far-se-á sentir através da oferta de bens, uma das melhores formas de materializar a geminação”. Sapatilhas, chinelos, T-shirts e brinquedos serão as ofertas que chegarão, através do BLV, à ilha de Boa Vista. Paralelamente, serão também oferecidos dois quadros interactivos ao município cabo-verdiano.
A coordenadora do Banco Local de Voluntariado de Cabeceiras de Basto, Rosa Miranda, que acompanhou a visita, propôs ainda a aproximação de laços na área da Educação, com a criação de uma escola de Verão, com professores portugueses, em Cabo Verde.
“O sector social é uma área estruturante da sociedade com projectos que intervêm activamente quanto ao dever de cidadão. Além da relação institucional é vontade dos Presidentes das Câmaras Municipais de Cabeceiras de Basto e de Boa Vista que esta inter-cooperação seja executada através dos diferentes Serviços da Câmara Municipal”, sublinhou o autarca Joaquim Barreto.
Entre os objectivos estão “a promoção e o desenvolvimento de relações para cooperar ao nível do tecido económico das empresas locais”, acrescentou o edil, reiterando que “temos possibilidades imensas para desenvolvermos e estreitarmos laços com o município de Boa Vista”.
No dia 2 de Outubro, antes de apanharem o avião para Cabo Verde, a delegação de Boa Vista visitou também a Mútua de Basto e a Cabasto, assim como o Quartel dos Bombeiros Voluntários e a Casa da Música de Cabeceiras de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.