Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 23-08-2010

SECÇÃO: Destaque

Festa das Comunidades e dos Produtos Locais animou Cabeceiras de Basto

A comitiva visitou o stand de Rives
A comitiva visitou o stand de Rives
A Festa das Comunidades e dos Produtos Locais encerrou no dia 8 de Agosto, em Cabeceiras de Basto, com uma Monumental Corrida de Toiros e uma Garraiada, espectáculos que registaram grande adesão popular, provinda não só do concelho como da região.
Ao longo de três dias, a Câmara Municipal e a Emunibasto, com o apoio da Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, promoveram um conjunto de acções que tiveram como principal objectivo proporcionar aos emigrantes cabeceirenses, que aqui se deslocam nesta época balnear de férias, o contacto com as suas raízes, os usos e costumes da sua terra natal.
Concurso de Broa
Concurso de Broa
A exposição e os espectáculos levados a cabo durante este evento trouxeram a Cabeceiras de Basto, um grande número de visitantes que daqui saíram satisfeitos e agradados com o que viram. Por outro lado, a divulgação da gastronomia local respectivamente, das raças autóctones, os doces, os vinhos verdes, aliados ao artesanato local marcaram presença neste certame onde estiveram integradas outras actividades com expressão económica nestas terras de Basto. Presentes estiveram também, a Associação Portuguesa de Rives, de Grenoble, expondo o trabalho e as actividades desenvolvidas pelos portugueses a residir naquela localidade francesa. Esteve igualmente patente ao público informação alusiva às geminações existentes quer com a Câmara Municipal tais como Neuvillhe-Sur-Saône [França] e Boa Vista [Cabo Verde], quer com a vila de Cavez mais precisamente Quincieux [França]. De referir ainda, no âmbito deste evento, a realização de um torneio de futebol disputado entre equipas de emigrantes e equipas locais, assim como a apresentação do stand do Gabinete de Apoio às Comunidades, que com o apoio da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, permitiu a distribuição de informação junto dos emigrantes.

Produtos locais uma mais valia para a economia

Torneio de Futsal
Torneio de Futsal
De destacar também, a realização dos Concursos dos mel e da broa, durante os quais foi feita a prova e a avaliação destes produtos locais, procurando desta forma valorizar o mel, enquanto produto local de múltiplas propriedades, cuja produção deve ser incentivada, promovida e potenciada, já que pode transformar-se numa mais valia para a economia local inserida no uso múltiplo da floresta. No mesmo dia decorreu o Concurso da Broa, que a Direcção Regional de Agricultura – Delegação Regional do Ave promoveu reunindo vários participantes que submeteram a sua mestria à avaliação de um júri constituido para o efeito.
Com esta edição, a 15ª, da Festa das Comunidades e dos Produtos Locais, os artesãos e os produtores que se dedicam à transformação e conservação dos mais variados produtos genuínos agrícolas ou pecuários, puderam promover a sua venda, alargando, assim os resultados dos negócios, os quais já movimentam algumas dezenas de empresas familiares.
Concurso de Mel
Concurso de Mel
Esta iniciativa vem assim justificar a estratégia da Autarquia Cabeceirense que, ao longo dos últimos anos, tem apostado fortemente no desenvolvimento de uma dinâmica sócio-económica própria, que passa pela criação de actividades complementares dos sectores agro-pecuários, por forma a fixar as populações nas suas terras.

Animação popular dominou a festa

Aos emigrantes que estão de férias na sua terra, que foram os principais alvos desta realização, mas também a todos os visitantes foi proporcionado também, um programa de animação diversificado. Pelo palco do Centro Hípico passaram, concertinas, folclore, música popular, bandas filarmónicas, artistas populares, entre outros, que longo do certame atrairam numeroso público. Também no decurso deste evento, abriu ao público uma exposição de desenho na Casa Municipal da Cultura, subordinada ao tema «Celeste II – o nosso património», de autoria de Álvaro Gomes que desta forma apresenta o seu olhar sobre monumentos e edifícios do concelho.
Tourada, um espectáculo sempre apreciado
Tourada, um espectáculo sempre apreciado
De referir que esta foi mais uma edição bem sucedida, que ao longo de três dias cumpriu os objectivos enunciados pelo edil cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, aquando da abertura deste certame e dos quais se destacam, a promoção e a valorização dos produtos específicos da região, nomeadamente, o artesanato, o vinho, o mel, as carnes das raças autóctones, entre outros. A promoção do turismo, bem como, de diversos elementos característicos da nossa região, a valorização do património cultural, histórico e etnográfico do nosso concelho, procurando evidenciar a especificidade da nossa vivência comunitária e promover o desenvolvimento local e regional, foram objectivos igualmente conseguidos durante a Festa das Comunidades e dos Produtos Locais de Cabeceiras de Basto.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.