Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 23-08-2010

SECÇÃO: Informação

Arco de Baúlhe
Casa Mortuária foi inaugurada

Descerramento da placa inaugural
Descerramento da placa inaugural
Concretizou-se por fim uma pretensão antiga das gentes do Arco de Baúlhe, ou seja, a construção de uma casa mortuária na freguesia.
Assim após as negociações para a aquisição de terrenos e a localização desta infra-estrutura, a Junta de Freguesia do Arco de Baúlhe, procedeu no dia 8 de Agosto, à inauguração da casa mortuária. Construída junto ao cruzeiro, no lugar das Perdizes, este equipamento dispõe ainda de santiários e de um espaço envolvente ajardinado. Ao que apuramos será posteriormente construído um parque de estacionamento nas proximidades desta casa mortuária.
O Pároco da freguesia benzeu as instalações
O Pároco da freguesia benzeu as instalações
Após o descerramento da placa de inauguração, breve cerimónia onde marcaram presença autarcas da freguesia de Arco de Baúlhe, vereadores municipais e demais população, seguiu-se a benção das instalações.
No uso da palavra, o presidente da Junta de Freguesia, Sr. Armando Duro, começou por agradecer a presença de todos, referindo que esta era uma pretensão antiga, mas que agora se concretizou, graças também ao apoio da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, já que esta obra representou um investimento superior a dez milhares de euros.
Vista exterior da Casa Mortuária do Arco de Baúlhe
Vista exterior da Casa Mortuária do Arco de Baúlhe
Também o presidente da edilidade Cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, abordou o histórico da construção desta casa mortuária, referindo que este tipo de equipamentos são necessários, já que são dotados de condições capazes de garantir dignidade às cerimónias funebres e melhores condições para aqueles que choram os seus ente queridos.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.