Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 23-08-2010

SECÇÃO: Informação

Cavez acolheu XXI Festival Folclórico de Basto

O largo do Souto, na vila de Cavez, serviu uma vez mais de cenário para a realização da 21ª edição do Festival Folclórico de Basto.
Uma iniciativa, que teve lugar no passado dia 21 de Agosto, organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pelo Rancho Folclórico S. João Baptista de Cavez, com o apoio da Emunibasto, da Junta de Freguesia de Cavez e do Grupo Desportivo de Cavez.

Rancho Folclórico S. João Baptista de Cavez
Rancho Folclórico S. João Baptista de Cavez
O certame teve como objectivo promover os valores culturais, as tradições etnográficas e a música popular portuguesa, ao mesmo tempo que anualmente aproveita a presença de muitos emigrantes de férias para lhes proporcionar o contacto com as suas raízes.
Em palco estiveram cinco grupos, sendo dois locais, nomeadamente o Rancho S. João Baptista de Cavez e o Rancho Folclórico de S. Nicolau e os restantes provindos de Pombal, Lamego e Arouca, respectivamente, o Rancho Folclórico e Artístico de Antões, o Grupo Folclórico e Etnográfico de Penajóia e o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Arouca.
Os Ranchos convidados proporcionaram ao numeroso público que se deslocou ao Largo do Souto, em Cavez, uma noite animada, dominada por um belo espectáculo folclórico e etnográfico, durante o qual os grupos presentes desfilaram trajes, entoaram músicas e interpretaram danças tradicionais, reflectindo os usos e costumes das respectivas regiões.
Rancho Folclórico de S. Nicolau
Rancho Folclórico de S. Nicolau
O programa propriamente dito começa às 19h00m com a concentração dos grupos na Escola da Ferreirinha, onde os grupos participantes saborearam a gastronomia local e conviveram antes de ter início o desfile etnográfico que percorreu as ruas da vila até ao Largo do Souto, em Cavez. Após a entrega das lembranças pelo presidente da Câmara Municipal,Engº Joaquim Barreto que na oportunidade aproveitou para agradecer a presença quer do público que ali se deslocou, quer dos diferentes ranchos que animaram a festa, quer da organização, a quem coube reunir os ‘ingredientes’ para esta noite de festa. De referir que o presidente a Autarquia Cabeceirense, foi um dos timoneiros deste evento folclórico que pela 21ª vez, ininterruptamente, se realiza para gaudio da população. O autarca saudou ainda a delegação francesa de Quincieux, terra geminada com aquela vila de Cavez, que se associou ao evento. Antes de dar início ao espectáculo, o edil acompanhado por outros autarcas e dirigentes, entregou uma lembrança aos participantes neste Festival e colocou uma roseta alusiva ao mesmo.
A noite terminou com uma sessão de fogo de artíficio que iluminou aquele centro histórico da vila de Cavez, cessando em beleza mais um jornada que pretende também ela ser um contributo para promover a riqueza cultural não só desta terra como da região, reflectida nas tradições etnográficas e na música popular.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.