Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 10-05-2010

SECÇÃO: Informação

Com sede no Arco de Baúlhe
Pastoral Universitária de Braga dinamiza "Caixinha de Oportunidades"

foto
A Pastoral Universitária de Braga está a dinamizar um programa designado por «Caixinha de Oportunidades». Trata-se de um projecto que teve início no mês de Março e que emergiu no ambiente universitário de cariz cristão reflectindo o desejo dos jovens universitários de porem em prática os valores cristãos em que acreditam, tornando-se activos e prestáveis na sociedade actual.
A Pastoral Universitária pretendeu, assim, fomentar, junto desses jovens, a consciência para a utilidade humana e social, de pôr a render as suas qualidades e de lhes proporcionar a oportunidade de fazer parte de um projecto de solidariedade, de partilha e, sobretudo, de grande espírito de gratuidade.
Na verdade, ao permitir que os jovens universitários se disponibilizem para acções de voluntariado, a Pastoral Universitária está a contribuir a educar os futuros adultos e a desenvolver o espírito da partilha com o outro.
Os universitários foram, assim, convidados a inscrever-se neste Projecto e a formar uma equipa de trabalho, que é constituida actualmente por 15 elementos de diferentes academias.
Os jovens de visita à Casa da Música, no Porto
Os jovens de visita à Casa da Música, no Porto
Este projecto destina-se a jovens adolescentes provenientes de realidades económicas, culturais ou familiares mais desfavorecidas. A opção por este público deve-se ao facto da PU compreender que poderá ter um papel também na sua formação humana e cultural.
Consciente da conjuntura socioeconómica que as famílias portuguesas atravessam, a Pastoral Universitária decidiu traçar um projecto capaz de dar respostas diferentes aos anseios destas famílias, para além de apoios financeiros, e que complementasse o papel formativo da família e da escola. Segundo informação divulgada, pretende-se, assim, implementar um Projecto capaz de contribuir para que outros elementos essenciais da formação e educação dos adolescentes não esmoreçam, por razões de ordem financeira ou estrutural.

Projecto localizado em Arco de Baúlhe

Perante estes objectivos, e depois de analisadas diferentes possibilidades para a implementação do Projecto, a Pastoral Universitária optou pela localidade do Arco de Baúlhe, no concelho de Cabeceiras de Basto. À semelhança do que ocorre noutras zonas do país, o concelho sofre o estigma do abandono prematuro do sistema escolar, em muito devido à falta de motivação e às baixas condições socioeconómicas das famílias, mas sobretudo, devido à desvalorização da educação e da qualificação quer pelas famílias quer pelo universo de emprego acessível.
A perspectiva de que os estudos e formação facultam um futuro mais seguro e mais promissor não se enquadra totalmente na visão de futuro que os jovens adolescentes deste concelho demonstram assumir. O mundo do trabalho é uma realidade que cedo entra na dinâmica de vida destes jovens adolescentes e cedo também perdem a oportunidade de conhecer o universo vivencial que define o ambiente de um adolescente.

Parceria estabelecida com Escola Básica do Arco de Baúlhe

No âmbito deste projecto foi estabelecida uma parceria com a Escola Básica do Arco de Baúlhe tendo em vista “trabalhar” com os alunos deste meio. Foram seleccionados 40 adolescentes, dos 12 aos 16 anos, com a ajuda dos Directores de Turma, que conhecem, de forma mais próxima, os contextos social, económico e cultural deste meio.
Salienta-se ainda que a participação no Projecto e nas suas actividades é inteiramente gratuita e, deste modo, a escolha dos participantes teve como ponto central a situação económica do agregado familiar, para além de outros critérios de cariz social e familiar.
O Projecto foi bem recebido pela Escola que disponibilizou os meios para a selecção dos adolescentes envolvidos no Projecto e toda a comunidade escolar, bem como pelos pais que prontamente autorizaram a participação dos seus filhos nas actividades.
Paralelamente a esta parceria, outros quiseram envolver-se neste Projecto com a Pastoral Universitária. A loja Império Bonança de Lamaçães e a loja Império Bonança de Nogueira, em Braga, participam com a oferta dos seguros de viagem para as diferentes actividades.

Actividades decorrem ao longo do ano

O Projecto Caixinha de Oportunidades pretende assim, sensibilizar os jovens para o valor que o saber ocupa na vida, para o prazer da cultura e, sobretudo, pretende cultivar o gosto pelo estudo e pela construção de um futuro mais sólido e instruído, proporcionando, assim, oportunidades aos jovens adolescentes de conhecer um universo juvenil que se lhes afigura distante e, muitas vezes, até desconhecido.
Perante este objectivo, foram delineadas algumas actividades que visam responder a diferentes universos culturais e vivenciais do público-alvo, nunca descorando do papel formativo e motivador que o Projecto pretende responder. Se por um lado, os adolescentes serão levados a reflectir sobre espaços culturais, por outro, terão a oportunidade de vivenciar experiências de convívio, de partilha e de lazer que são próprias da idades e que lhes são distantes pelas circunstâncias sociais, económicas e culturais do meio em que se encontram.
A Pastoral Universitária procurou assim, delinear um programa de actividades abrangente, multidisciplinar e multifacetado nos gostos, perspectivas e ambições da faixa etária alvo. Pretende-se que os jovens adolescentes possam conhecer um universo cultural que lhes permita desenvolver o gosto pelo conhecimento e, sobretudo, que desenvolvam o gosto pelo estudo e o anseio de um futuro profissional e pessoal mais amplo.
O Projecto iniciou as suas actividades através da divulgação no meio universitário, daí resultando a inscrição de vários voluntários. Após teremn sido seleccionados os adolescentes da E.B. 2,3 do Arco de Baúlhe, teve lugar a primeira actividade, no dia 17 de Abril, que consistiu na visita cultural e lúdica à Casa da Música e ao SeeLife no Porto.
Para Maio, estão previstas diversas acções que consitem em levar os jovens adolescentes mais velhos a conhecer as vivências do mundo do espectáculo, passando um dia no Rock In Rio. Em Junho, destaque para a radicalidade, proporcionando a todos os elementos um dia na DiverLanhoso. Em Julho finalizaremos o ano lectivo com um acampamento junto ao mar. Em Outubro as actividades serão retomadas.
Todas estas actividades privilegiarão o convívio e a troca de experiências entre os universitários inscritos no Projecto e este grupo de jovens adolescentes do Arco de Baúlhe.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.