Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 29-04-2010

SECÇÃO: Informação

Em Cabeceiras de Basto
AGIR promoveu Seminário Internacional da Memória e da Cultura Visual

O Vereador da Cultura, Dr. Domingos Machado, presidiu à abertura do III Seminário Internacional da Memória e da Cultura Visual, que decorreu em Cabeceiras de Basto, nos dias 26 e 27 de Março.
Uma iniciativa organizada pela Associação AGIR – Associação para a Investigação e Desenvolvimento Sociocultural, com o apoio da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e da empresa Emunibasto tendo como público alvo, professores e estudantes de Ciências Sociais, Humanidades e Arte, assim como, responsáveis por programas de desenvolvimento sociocultural, empresários do sector turístico e comunicação social.

O Presidente da Câmara encerrou este 3º Seminário Internacional organizado pela AGIR
O Presidente da Câmara encerrou este 3º Seminário Internacional organizado pela AGIR
Arte e Estética; Cidades e lugares; Crenças e tradições; Cultura e identidade; Cultura visual e digital; História e memória; Métodos e técnicas de investigação; Património e escultura; Publicidade e os média; Saúde e doença; foram temas de reflexão ao longo deste Seminário que contou com a presença de aproximadamente trinta comunicadores provindos de vários locais de Portugal, mas também de Espanha, Brasil e México.
Investigadores e estudiosos participam nesta jornada cuja presença o Vereador da Cultura felicitou, assim como a pertinência do tema e do local escolhido por esta jovem associação para levar a cabo mais uma jornada de partilha e conhecimento. Uma escolha, que no entender o seu presidente Dr. Fernando Cruz, se justifica pela forma como o Município Cabeceirense os acolhe sempre que promovem iniciativas desta natureza no concelho. O presidente da AGIR, realçou ainda a confiança e todo o apoio prestado aquando da realização da primeira iniciativa da Associação, que promoveram em 2003, nomeadamente, o I Congresso Internacional de Investigação e Desenvolvimento Sócio-Culural o que então permitiu a criação de laços com esta terra, que perduram ao longo dos anos e que se traduzem na concretização de várias actividades, sendo esta a sexta por eles realizada no concelho.

Espaços de conhecimento, refexão e partiha

De referir que esta jovem associação, que tem como objecto apresentar aos associados e à comunidade em geral, a possibilidade de conhecerem e participarem em projectos de investigação, mas também, na promoção e desenvolvimento social e cultural, possui actualmente trezentos sócios, um terço dos quais doutorados de áreas disciplinares como Antropologia, Arqueologia, Sociologia, Direito, Enfermagem, História, Animação Sociocultural, entre outras.
Os trabalhos encerraram no dia 27 de Março, numa breve cerimónia que contou com a presença do edil Cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, que na ocasião manifestou a honra que o Município tem em acolher este tipo de eventos, onde o conhecimento, o debate e a reflexão de temas pernitentes na sociedade actual servem de mote para a sua concretização.
O autarca saudou também a organização pela tenacidade e pelo trabalho que vêm desenvolvendo, assim como todos os palestrantes, provindos da Península Ibérica e da América, que aqui se reuniram para partilhar esperiências e conhecimentos. Temas distintos, temas interessantes que certamente não deixaram indiferentes e contribuiram para o enriquecimento cultural de todos quantos participaram no Seminário.
Terminou a sua intervenção, reiterando a sua disponibilidade para continuar a apoiar esta associação na organização de outras iniciativas em prol da valorização das pessoas, ajudando-as a conhecer os meios onde se movem, as suas motivações e as suas condicionantes.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.