Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 02-11-2009

SECÇÃO: Destaque

Ministra da Educação inaugurou Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos

Dezenas de pessoas, autarcas e professores associaram-se ao acto
Dezenas de pessoas, autarcas e professores associaram-se ao acto
A Ministra da Educação, Profª Doutora Maria de Lurdes Rodrigues, inaugurou no dia 14 de Outubro, o Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos, em Cabeceiras de Basto.
Uma obra, quantificada em três milhões e oitocentos mil euros, composta por vinte e duas salas de aulas, bilblioteca, cantina, auditório, espaços de lazer e de recreio, que segundo a Governante, reflecte o «patamar de desenvolvimento do país», no sector educativo.
Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos inaugurado
Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos inaugurado
Em Cabeceiras de Basto, até 2010 (e desde 2008) serão investidos mais de 11,2 milhões de euros na Educação, disse na oportunidade o autarca Engº Joaquim Barreto, para quem este investimento representa uma obra gigantesca não só em termos financeiros, mas também no que representa para as crianças e para a comunidade escolar.
Na ocasião, o autarca enalteceu o trabalho feito pela Ministra da Educação, que de forma corajosa pôs em curso uma importante reforma, criando condições para materializar a execução do que estava previsto nas cartas educativas. Referiu a propósito, as obras, nas quais se enquadram o Centro Escolar ora inaugurado, a substituição integral da escola EB 2,3 de Cabeceiras de Basto que está orçada em quatro milhões de euros e a construção do novo pavilhão gimnodesportivo. Referiu ainda a candidatura aprovada para o Centro Escolar do Arco de Baúlhe, com um orçamento susperior a 1,2 milhões de euros e dentro de dias a apresentação da candidatura para o novo Centro Escolar de Refojos, com um investimento previsto de 1,2 milhões de euros.

Escola a tempo inteiro - uma reforma projectada para o futuro
foto

O Presidente da Câmara disse também, que as políticas implementadas pelo Ministério da Educação, assentes num profícuo diálogo com as autarquias, gerou instrumentos conducentes ao encerramento de 28 escolas no concelho, sem sobressaltos e com a colaboração de todos. A “senhora vai deixar uma marca para o futuro” disse o autarca à Ministra da Educação, que por sua vez, no uso da palavra, elogiou o trabalho desenvolvido em Cabeceiras de Basto, que considerou ser “um exemplo porque esteve sempre na linha da frente” acompanhando as políticas em curso.
A Governante considerou Cabeceiras, um Município exemplar
A Governante considerou Cabeceiras, um Município exemplar
No uso da palavra a Ministra da Educação, centrou a sua intervenção nos desafios que doravante se colocam não só à comunidade educativa, como à população em geral e ao esforço que tem que ser feito no sentido de acompanhar esta “dinâmica” que envolverá uma geração que pela primeira vez, ficará na escola até aos 18 anos de idade e que terá certamente um percurso diferente dos seus pais. O trabalho não termina aqui, frisou a Governante que apontou como novos desafios para o sucesso da escolaridade obrigatória o reforço da autonomia e a força da liderança das escolas, a qualidade da aprendizagem e a convicção nas decisões tomadas.
Em jeito de balanço a Ministra da Educação, disse que há “mais alunos, menos abandono, melhores resultados e melhores escolas”. De referir ainda que este mandato fica marcado pela escola a tempo inteiro, pelos cursos profissionais e pelos Centros Novas Oportunidades.
A Ministra à conversa com os alunos
A Ministra à conversa com os alunos
Finda a cerimónia, a comitiva, na qual marcaram presença também, professores, autarcas e população em geral, que já havia visitado salas de aulas do pré-escolar e do ensino básico, deslocou-se à bilbioteca e à cantina daquele Centro Escolar, contactando com alunos e professores e verificando in loco as políticas implementadas, defenidas a pensar num futuro cada vez mais exigente e competitivo, tendo em linha de conta que a figura central da escola é o aluno e o seu bem estar.
A terminar, foi feita ainda uma visita às obras em curso da substituição integral da Escola EB 2-3, nesta vila cabeceirense.
A comitiva visita as salas de aulas devidamente equipadas e modernizadas
A comitiva visita as salas de aulas devidamente equipadas e modernizadas

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.