Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 12-10-2009

SECÇÃO: Informação

«Que soluções para o futuro das raças autóctones?» foi tema de debate Ibérico

No dia 25 de Setembro, no Auditório Municipal Ilidio dos Santos, realizaram-se as III Jornadas Raças Autóctones – I Jornadas Ibéricas.
Uma organização conjunta da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, da Emunibasto e da Delegação Regional do Ave/Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, que assim promoveu uma jornada de reflexão sobre «Que soluções para o futuro das raças autóctones?», direccionada para os agricultores, técnicos e população em geral.
O Presidente da Câmara Municipal, Engº Joaquim Barreto, entusiasta e defensor dos produtos locais e das raças autóctones, fez a abertura das Jornadas, enaltecendo a iniciativa que contribui para informar e sensibilizar os produtores e a população para a importância das raças autóctones e a qualidade dos produtos na cadeia alimentar.
Da produção à comercialização

O edil cabeceirense na abertura desta jornada Ibérica
O edil cabeceirense na abertura desta jornada Ibérica
«Estrangulamentos e valorização das raças autóctones», dentro do qual foram abordados os «Actuais estangulamentos e perspectivas futuras para as raças autóctones do Norte de Portugal» pelo Dr. Virgílio Alves, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douto. Os «Atributos para a valorização da carne de ruminantes» e «Os recursos genéticos suínos e a diversificação da fileira dos produtos típicos regionais», abordados pelo Dr. José Pedro Araújo, da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima e pelo Engº João Santos Silva, da Direcção Regional do AVE – GRAPN, respectivamente, foram temas de reflexão.

Uma jornada ibérica em defesa das raças autóctones

«Os novos desafios à comercialização», Os «Actuais desafios da produção animal biológica» e a «Rubia Gallega – que organização para responder aos actuais desafios dos consumidores?», foram explanados pelo Presidente do Consello Regulador da Agricultura Ecoloxica da Galiza, Dr. Javier Garcia e pela Secretaria Ejecutiva de la Asociación Nacional Criadores de Ganado Vacuno Selecto de Raza Gallega – ACRUGA, Drª. Ángela Moreno, que desta forma marcaram presença nesta jornada com dimensão ibérica.
Além de um debate público moderado pelo Engº. Côrte-Real, da DRAPN/Delegação do Ave, as jornadas encerraram com o Director Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Dr. António Ramalho.
De referir que esta foi mais uma iniciativa que pretendeu ser um espaço de debate e de troca de experiências no sector agrícola, mais precisamente no que se prende com a valorização, a divulgação, a promoção e o papel das raças autóctones no desenvolvimento rural sustentado, considerando as renovadas estratégias e oportunidades. Recorde-se que as raças autóctones animais apresentam-se como um património cultural e natural do país, sendo parte integrante das paisagens e fornecedoras de produtos alimentares, cuja importância impõe a realização desta e de outras Jornadas Técnicas, sobre as novas oportunidades que se abrem aos recursos genéticos locais, como factores de desenvolvimento.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.