Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 21-09-2009

SECÇÃO: Informação

Mais de um milhar e meio visitam Fátima Passeio proporciona momentos de convívio social

foto
Tal como acontece anualmente, a Câmara Municipal, com o apoio das Empresas Municipais, de Juntas de Freguesia do concelho e da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenes, organizou, no passado dia 12 de Setembro, um passeio/convívio destinado aos cabeceirenses, tendo como destino um local aprazível. Este ano um dos locais escolhidos foi o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, destino que mereceu o elogio de muitos dos inscritos.
Este passeio concelhio contou com a participação de cerca de 1.600 pessoas (distribuídas por 30 autocarros), acompanhadas, tal como é habitual, por vários voluntários e por uma ambulância com pessoal especializado.
A partida com destino à localidade de Fátima decorreu após a concentração dos autocarros com a população das 17 freguesias, nos vários locais previamente definidos, tendo a chegada acontecido cerca das 12h00.
foto
Durante a tarde de convívio e reflexão, os participantes tiveram a oportunidade de participar nas cerimónias religiosas, no pic-nic que decorreu num ambiente de franco convívio/confraternização e de realizar visita aos locais e monumentos do Santuário.
Durante a tarde foi possível visitar alguns locais de interesse religioso, dos quais importa salientar os seguintes: Capelinha das Aparições, na qual se encontra um pedestal com a Imagem de Nossa Senhora que marca o sítio exacto onde estava a pequena azinheira; monumento constituído por um módulo de betão do Muro de Berlim, localizado no lado sul da entrada do Santuário; presépio da autoria do escultor José Aurélio; Capela do Santíssimo Sacramento; Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima; Órgão da Basílica, construído e montado pela Firma Fratelli Rufatti, de Pádua, em 1952; estátua do Imaculado Coração de Maria, esculpida pelo Padre Thomas McGlynn, O.P. sob indicação da Irmã Lúcia; monumento ao Sagrado Coração de Jesus, em bronze, de autor desconhecido e oferecido por um peregrino.
Para muitos, foi o primeiro contacto com a nova Basílica da Santíssima Trindade. Para quase todos, a Capelinha das Aparições foi local obrigatório de paragem e de oração.
Por volta das 16h30 o grupo reuniu para o regresso a Cabeceiras de Basto que aconteceu ao romper da noite. A paragem para o lanche decorreu em pequenos grupos, em “tom” de grande animação e boa-disposição.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.