Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 21-09-2009

SECÇÃO: Informação

O FUTURO À ESPERA DELES

Promovido pelo Centro de Formação de Chaves em parceria com a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e o Centro de Emprego de Basto decorre mais um curso na Escola Tecnológica de Lameiros.
Pensar no futuro é uma das várias preocupações com que qualquer jovem precisa lidar. Eles procuram uma qualificação para se inserirem no mercado de trabalho. É com esse raciocínio que dezanove jovens, entre os quinze e os vinte e um anos, oriundos das diferentes freguesias de Cabeceiras de Basto resolveram tirar um curso de aprendizagem na área de Técnico Comercial.

Os futuros Técnicos comerciais no intervalo
Os futuros Técnicos comerciais no intervalo
Os cursos de Aprendizagem preparam para o exercício de profissões qualificadas, facilitando a entrada no mercado de trabalho, permitindo, também, o prosseguimento de estudos. Estes cursos estão estruturados segundo um processo formativo integrado com componentes de formação sociocultural, científico tecnológica e prática, em proporção e combinação variáveis, consoante as áreas de actividade contempladas e os níveis de qualificação profissional que conferem, salvaguardando sempre a sua flexibilidade, coerência e polivalência.
 A turma na sala de aula
A turma na sala de aula
A alternância é caracterizada pela interacção entre as componentes de formação teórica e de formação prática, incluindo esta, obrigatoriamente, formação em situação de trabalho, distribuída, de forma progressiva, ao longo de todo o processo formativo.
Como diz a Carla Sofia 15 anos “É muito importante o facto de termos aulas teóricas e ao mesmo tempo termos formação em contexto de trabalho pois assim levamos as dúvidas que temos na formação teórica para a prática e vice-versa.”
Carla Sofia Mota
Carla Sofia Mota
Cientes de terem potencial escondido, estes jovens visam aproveitar essas qualidades para no final de dois anos e meio ficarem com o 12.º ano e com uma carteira profissional de “Técnico Comercial”, em que o objectivo global é vender produtos e/ou serviços em estabelecimentos comerciais, tendo em vista a satisfação dos clientes. Quando perguntámos aos formandos porquê Técnico Comercial foram-nos dadas diferentes respostas: “ Quando a minha mãe chegou do Centro de Emprego no Arco de Baúlhe e me informou da existência deste curso, eu achei que seria uma boa oportunidade para mim. Acho que depois de o finalizar e conseguir a minha carteira profissional, vou entrar no mercado de trabalho, e vou ter o meu próprio dinheiro” Pedro Magalhães 15 anos;
“Vim porque achei que esta seria uma nova oportunidade para me inserir no mercado de trabalho”. David 21 anos.
Já Cristina Campos diz que ingressou neste curso porque “tive conhecimento da sua existência através de uma colega e achei que seria uma oportunidade para tirar o 12.º ano e depois espero arranjar emprego num futuro hipermercado.
Cristina Campos
Cristina Campos
O jovem Hélder Filipe diz-nos “ espero ficar com mais conhecimentos e concluir o 12.º ano para poder concorrer à PSP (Policia de Segurança Publica).
Esperamos que este curso “Técnico Comercial” corresponda às expectativas dos dezanove jovens que começaram esta nova caminhada no dia vinte e nove de Julho. Neste sentido, desejamos que a formação seja um processo de educação através da qual enriqueçam comportamentos, aumentando, deste modo, as suas qualificações técnicas ou profissionais, com vista à felicidade e realização, bem como as suas capacidades e atitudes. Trata-se, desta forma, de um processo global e permanente através do qual os jovens, a inserir no mercado de trabalho, se preparam para o exercício de uma actividade profissional, cuja síntese e integração possibilitam a adopção de comportamentos adequados ao desempenho da profissão.
 David Marinho
David Marinho

Hélder Filipe
Hélder Filipe

foto



© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.