Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 21-09-2009

SECÇÃO: Desporto

Vitória “arrancada a ferro”

foto
Atl. Cabeceirense 3 – Vieira 2

No passado, dia 19 de Setembro, numa tarde excelente para a prática do futebol, a equipa de Juniores, do Atlético Cabeceirense, recebeu no estádio António José Queirós Gomes Pereira, a formação do Vieira, em jogo a contar para a 1º mão, da 1º eliminatória da Taça A. F. Braga. A equipa do Atlético venceu o Vieira, já no tempo de descontos dados pelo árbitro da partida, arrancando assim uma vitória a ferro. No que diz respeito ao jogo, as equipas nos primeiros 10 minutos, não fizeram grandes avanços, pois era um período do jogo, onde a bola estava constantemente a ser jogada, no meio campo, num jogo equilibrado, pelas duas formações, e só aos dez minutos é que houve, um lance de maior registo, que foi proporcionado pela equipa da casa, num lance rápido efectuado pelos dois jogadores mais criativos, Preto e o Pêpê. Mas no minuto seguinte, seguido de um canto marcado majestosamente, para a cabeça de Luís Fernandes (ex-jogador do Fafe), que inaugura o marcador para a formação da casa, a partir do golo, o Vieira, subiu um pouco mais e foi à procura do empate, com a formação da casa, a dominar as hostilidades. Contudo, aos 27 minutos, depois de um canto apontado na esquerda, os visitantes, quase empatam, levando a bola a embater no poste, a resposta não se fez esperar e seis minutos depois, Pêpê, com um remate forte, de fora da área, leva a bola a embater com estrondo, no poste esquerdo do guarda-redes do Vieira, e aos 42 minutos, numa desmarcação rápida, e só com o guarda-redes pela frente, Bruno desperdiça e atira por cima da baliza, terminando assim a primeira parte com 1-0 no marcador.
Em pleno jogo
Em pleno jogo
No recomeço da segunda parte, a equipa do Atlético, faz uma alteração com a saída de Filipe, e a entrada de Bruno (da Costa), mas o Vieira, vinha à procura do golo, encontrando logo, aos 49 minutos depois de uma confusão dentro da área, aproveita e empata a partida, a resposta surgiu logo de seguida, com Bruno, a rematar novamente ao poste, a partir daí o jogo começou a ficar um pouco mais perigoso, com algumas picardias entre os jogadores, mas nada que o árbitro não resolve-se com alguns amarelos, refreando um pouco os ânimos. A equipa do Cabeceirense, procurava novamente a vantagem, na partida, e ao 54 minutos, tira António para meter Moura, e logo no minuto seguinte, numa jogada de existência, Da Costa, fica isolado frente ao guardião do Vieira, fazendo-lhe um chapéu, pondo o Atlético a vencer. A partir daí o Vieira, com algumas alterações, tentou o empate, subindo rápido pelas alas, e aproveitando a técnica dos seus avançados, mas o Atlético, também não deixava de atacar e tentar aumentar o resultado, contudo foi o Vieira que aos 75 minutos, de pois de um centro da direita, factura de cabeça, empatando a partida, a partir do golo do empate o Atlético, subiu e foi à procura do prejuízo, e só aos 92 minutos, já nos descontos, numa excelente triangulação no meio campo, chega a bola ao Douradinho que centra para a área, onde há um cabeceamento, que o Guardião defende para a frente, onde aparece Pêpê que remata e faz o golo, pondo a equipa e os adeptos em delírio. Assim o Cabeceirense, leva agora para a segunda mão, no campo do Vieira, uma curta vantagem, mas que pode ser importante para a passagem à próxima eliminatória. A segunda mão será disputada no dia 9/10 de Outubro.

Por: Manuel Magalhães

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.