Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 10-08-2009

SECÇÃO: Informação

Folclore
Folclore
Festa das Comunidades e dos Produtos Locais foi um êxito

A Festa das Comunidades e dos Produtos Locais que decorreu de 7 a 9 de Agosto, em Cabeceiras de Basto, encerrou com uma Monumental Corrida de Toiros e uma Garraiada, espectáculos que registaram uma enchente de pessoas vindas de toda a região.
Secretário de Estado das Comunidades Dr. António Braga visitou o certame
Secretário de Estado das Comunidades Dr. António Braga visitou o certame
Ao longo de três dias, a Câmara Municipal e a Emunibasto, com o apoio da Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, promoveram um conjunto de acções que tiveram como principal objectivo proporcionar aos emigrantes cabeceirenses, que aqui se deslocam nesta época balnear de férias, o contacto com as suas raízes, os usos e costumes da sua terra natal.
A exposição e os espectáculos levados a cabo durante este evento trouxeram a Cabeceiras de Basto, um grande número de visitantes que daqui saíram satisfeitos e agradados com o que viram. Por outro lado, a divulgação da gastronomia local respectivamente, das raças autóctones, os doces, os vinhos verdes de Basto, aliados ao artesanato local marcaram presença neste certame onde estiveram integradas outras actividades com expressão económica nestas terras de Basto. Presentes estiveram também, a Associação Portuguesa de Rives, de Grenoble, expondo o trabalho e as actividades desenvolvidas pelos portugueses a residir naquelas localidades francesas.
Magnífico concerto por Adriana Ferreira
Magnífico concerto por Adriana Ferreira

Secretário de Estado das Comunidades ouviu dirigentes associativos

No âmbito deste evento, teve lugar a realização de um encontro com dirigentes associativos provindos de França, Luxemburgo, Suíça, Andorra, Canadá, Alemanha e Bélgica que contou com a presença do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. António Braga, que na ocasião explanou as políticas reformistas em curso, que visam a prestação de melhores serviços, mais seguros, junto das comunidades portuguesas emigradas em todo o mundo, bem como o estabelecimento de parcerias capazes de conferir aos cidadãos emigrados direitos iguais. O ensino da língua portuguesa, o apoio às colectividades, o consulado virtual, o passaporte biomédico, as novas tecnologias, os gabinetes de apoio aos emigrantes, foram algumas das questões afloradas durante esta jormada, onde esteve também presente o edil Cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, que considerou esta iniciativa de grande importância, já que permite um contacto directo da Secretaria de Estado com as comunidades e o registo os seus anseios e necessidades.
Jornadas Técnicas de  Apicultura
Jornadas Técnicas de Apicultura

Jornadas de Apicultura e Concursos de Mel e Broa com boa aderência

De destacar também, no Sábado, dia 8 de Agosto, a realização da terceira edição das Jornadas de Apicultura em torno do mel e das suas virtualidades, tendo sido aflorados os «tipos de méis», a análise do mel, assim como, a tecnologia de extracção e preparação de produtos apícolas para o mercado, procurando desta forma valorizar o mel, enquanto produto local de múltiplas propriedades, cuja produção deve ser incentivada, promovida e potenciada, já que pode transformar-se numa mais valia para a economia local inserida no uso múltiplo da floresta. No mesmo dia decorreram os Concursos do Mel e da Broa, que a Direcção Regional de Agricultura – Delegação Regional do Ave promoveu reunindo vários participantes que submeteram a sua mestria à avaliação de um júri constituido para o efeito.
A Garraiada
A Garraiada
Com esta edição, a 14ª, da Festa das Comunidades e dos Produtos Locais, os artesãos e os produtores locais que se dedicam à transformação e conservação dos mais variados produtos genuínos agrícolas ou pecuários, puderam promover a sua venda, alargando, assim os resultados dos negócios, os quais já movimentam algumas dezenas de empresas familiares.
A Tourada
A Tourada
Esta iniciativa vem assim justificar a estratégia da Autarquia Cabeceirense que, ao longo dos últimos anos, tem apostado fortemente no desenvolvimento de uma dinâmica sócio-económica própria, que passa pela criação de actividades complementares dos sectores agro-pecuários, por forma a fixar as populações nas suas terras.
Aos emigrantes que estão de férias na sua terra, que foram os principais alvos desta realização, mas também a todos os visitantes foi proporcionado também,um programa de animação diversificado. Pelo palco do Centro Hípico passaram, o Grupo Flor de Lys, a acordeonista Ana Sofia Campeã, o artista popular Quim Barreiros, a flautinista cabeceirense, Adriana Ferreira, o Rancho Folclórico de S. Torcato de Guimarães, os cavaquinhos, as concertinas e os acordeões, que ao longo do certame atrairam numeroso público. Também no decurso deste evento, abriu ao público uma exposição em torno das profissões, uma viagem pelas memórias do trabalho em Cabeceiras de Basto que está patente ao público no Museu Terras de Basto.



foto

foto

Vencedor do Concurso do Mel
Vencedor do Concurso do Mel

Vencedora do Concurso de Broa
Vencedora do Concurso de Broa


foto






















































© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.