Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 08-06-2009

SECÇÃO: Opinião

PROVÍNCIA DE ONTÁRIO – CANADÁ

foto
Já falamos sobre as cataratas de Niagara como sendo o expoente máximo do interesse turístico canadiano. Contudo outros locais há que se recomendam a quem visita a província de Ontário.
Começo por referir a torre de comunicações CN, que tem no átrio de entrada uma réplica das torres mais altas de todo o mundo sendo esta considerada a terceira estrutura mais importante do mundo. A 347m. de altura tem um restaurante giratório e uma loja de artigos de recordação. Quem olha lá de cima para baixo vê o mundo a seus pés, os carros parecem formiguinhas e as pessoas quase se não vêem. O elevador atinge 120 Km/hora. Há pessoas que se recusam a ir lá para acima como foi o caso da minha mulher.
O jardim zoológico é tão grande e importante com tanta variedade de espécies que seria preciso bastante tempo para o ver em pormenor.
O Park de diversões é igualmente importante, pois há diversões e variedades para todos os gostos com lutas entre barcos e piratas e cenas cómicas à mistura…
Um dos lugares que achei de muito interessante foi a ilha de Toronto. Esta ilha fica dentro do lago de Toronto. Para lá chegar vai-se de barco, a ilha está muito bem apetrechada para receber visitantes com uma quinta pedagógica que é o regalo da pequenada ao ver a bicharada que por lá anda. Tem um pequeno comboio que dá a volta à ilha, assim como várias lanchonetes onde se pode comer, mas é preciso ter cuidado com as gaivotas que ao menor descuido roubam-nos a comida das mãos.
foto
Também o High Park é um lugar aprazível por estarmos em contacto directo com a natureza um local ideal para os noivos tirar fotografias e onde se não sente o bulício da cidade, uma zona calma onde com paciência os esquilos vêem comer às nossas mãos.
A casa Loma sobranceira ao Lago Ontário que foi outrora residência dum abastado Lord Inglês que desbaratou a sua fortuna com a construção dessa casa, hoje transformada em Monumento Nacional.
O estádio de Ontário tornou-se famoso por ser o primeiro com tecto de abrir.
Basta meia hora para abrir ou fechar o tecto sendo também de referir que no inferno é inteiramente aquecido.
Os meus grandes amigos irmãos Pereira, Manuel e Severino naturais de Bucos, mas radicados no Canadá há longos anos sempre nos rodeiam de grandes gentilezas quando eu e a Alcina vamos ao Canadá. Numa das vezes fizeram questão em levar-nos à capital desse grande país que é a cidade de Ottawa. Não posso precisar mas de Toronto a Ottawa deve rondar uns quinhentos kms. Depois do almoço fomos conhecer a cidade que é realmente linda. Foi-nos permitido sem nenhuns entraves conhecer o Parlamento por dentro só que os parlamentares estavam de férias.
Os edifícios governamentais são de uma arquitectura soberba. Construídos em pedra lavrada a sua beleza arquitectónica regalam os nossos olhos. Os telhados são chapeados a folhas de cobre que com o tempo ganham verdete ficando com uma tonalidade deveras encantadora. Do mesmo modo foi-nos permitido pelo sentinela tirar fotografias mesmo à entrada do palácio do primeiro-ministro. A cidade é atravessada por um rio que estava gelado e quando isso acontece há pessoas que vão de patins para os seus empregos. Outras coisas nos foi dado ver só que a certa altura começou a nevar intensamente e tivemos que fazer a viagem de volta sem qualquer sobressalto, porque os limpa neves logo foram para a estrada e os meus amigos são gente experiente a conduzir nessas condições.
Tivemos o prazer de passear de barco num lago e até pescar pois o Manuel tem uma casa de campo de óptimas condições junto ao dito lago que em pleno Inverno gela de tal ordem que chega a ser atravessado por viaturas pesadas.
Outra cidade por nós visitada foi Pikering que me chamou a atenção não só por ser uma cidade com qualidade de vida, mas porque possui uma central nuclear que me causou respeito ao lembrar-me do acidente de Chernoville na Rússia.
A cidade de Toronto, capital da província de Ontário é a mais importante do Canadá é um dos grandes centros financeiros do mundo, também considerada a segunda no mundo mais activa na construção de arranha-céus. Tem uma população que ronda os seis milhões de habitantes onde está concentrada a maior comunidade portuguesa. A sociedade é respeitadora, cumpre as leis que são bastantes severas para quem não as cumpre e tudo funciona como um país civilizado.
Tudo é grande e espaçoso à medida do país. Curiosamente há sempre algo que nos surpreende como seja um restaurante chinês com oitenta pratos ao nosso dispor mais umas dezenas de sobremesas apenas por uma razoável quantia, ou então a geletaria Lá Paloma com os seus oitenta e quatro sabores onde se torna difícil a escolha.
No próximo trabalho contaremos a história do primeiro carteiro do Canadá, que era português!

Por: Alexandre Teixeira

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.