Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 08-06-2009

SECÇÃO: Informação

Investimento de 22,2 milhões de euros
Variante às EENN 205 e 210 abriu ao trânsito

«Quem tem um presidente assim, está bem entregue»

Dezenas de pessoas participaram neste acto de grande importância para o Município Cabeceirense
Dezenas de pessoas participaram neste acto de grande importância para o Município Cabeceirense
O Secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações, Dr. Paulo Campos, deslocou-se ontem, dia 24 de Maio, a Cabeceiras de Basto, para proceder à inauguração da variante às estradas nacionais 205 e 210, em Arco de Baúlhe.
Um novo acesso, com 4km de extensão, que representa um investimento de 22,2 milhões de euros e cuja construção tem como principal objectivo melhorar a ligação entre o Nó de Basto da A7 e a sede do concelho. Uma via prevista no Plano Rodoviário Nacional, que uma vez construida eleva para 100% a taxa de execução do referido PRN no distrito de Braga.
Assim, perante dezenas de pessoas, entre os quais o Governador Civil do Distrito de Braga, autarcas, técnicos e dirigentes, bem como a população em geral, que se associaram a este acto inaugural, o edil Cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, começou por fazer um enquadramento histórico desta via que considerou de suma importância para o desenvolvimento do concelho, mas que serve também os concelhos limítrofes, nomeadamente Montalegre e Celorico de Basto, e reforça a centralidade de Cabeceiras de Basto no contexto geográfico da Zona Norte. O autarca lembrou na oportunidade as vicissitudes pela qual passou a construção desta Variante, cuja génese remonta a 1996, realçando que só em 2005, após audiência com o Secretário de Estado, Dr. Paulo Campos, foi possível pôr a concurso esta obra há muito ansiada, que veio a iniciar-se em 2007.
Homologação do Protocolo que viabiliza novos investimentos
Homologação do Protocolo que viabiliza novos investimentos

Mais fluidez viária “exige” ligação entre Lameiros e a sede do concelho

Ultrapassados todos os procedimentos legais e volvidos dois anos, sem trabalhos a mais e dentro dos prazos previstos a obra abriu ao trânsito e com ela a garantia de maior fluidez viária, menor poluição e mais segurança. O autarca disse na oportunidade, que esta variante vai contribuir para atenuar os problemas com o estacionamento no centro da vila arcoense, assim como a actividade comercial e de moradores naquela localidade. Também as empresas localizadas nas zonas industriais de Lameiros e de Olela, que apresentam uma forte dinâmica empresarial, beneficiarão certamente desta via.
O edil cabeceirense no uso da palavra enaltece obra feita
O edil cabeceirense no uso da palavra enaltece obra feita
O edil Cabeceirense disse ainda, que este foi um ponto de chegada que representa também um ponto para novas etapas, novos desafios. Desafios que passam pela construção da ligação entre Lameiros e a sede do concelho. Um acesso, cuja construção foi materializada no decurso da cerimónia com a assinatura de um protocolo de colaboração estabelecido entre a Câmara Municipal e o EP – Estradas de Portugal e homologado por aquele membro do Governo. Um novo investimento que rondará os 3,5 milhões de euros.
A terminar o autarca agradeceu o envolvimento de todos na construção desta variante, em especial do Dr. António Campos, Secretário de Estado das Obras Públicas e das Comunicações, que pela sua acção tem vindo a prestar serviços excepcionais ao concelho, benéficos quer para a terra, quer para as suas gentes, justificando por isso a homenagem que o Município de Cabeceiras de Basto decidiu prestar-lhe, conferindo-lhe o título de cidadão honorário do concelho de Cabeceiras de Basto e atribuindo-lhe a Medalha de Ouro de Mérito Público, a entregar oportunamente.

Reconhecimento
pelo trabalho desenvolvido

No uso da palavra o Secretário de Estado, agradeceu o gesto do Município Cabeceirense, distinção que partilha com todos aqueles que trabalharam na execução deste projecto. Aquele membro do Governo, enalteceu a acção determinada do autarca de Cabeceiras de Basto que considerou exemplar no trabalho que vem desenvolvendo em prol desta terra do interior e das suas gentes. Interior este, que merece a execução deste tipo de obras, alegando que se trata de um acto de justiça para com aqueles que durante anos contribuiram com os seus impostos para o desenvolvimento de outras regiões do país. As promessas são para cumprir, realçou o governante, que na ocasião teceu duras criticas àqueles que reprovam a opção do Governo em lançar obras públicas, tais como os cerca de 1.300km de novas estradas previstas para todo o país, dos quais 1.200km serão levadas a efeito no interior e que por isso, vão envolver e dar emprego a cerca de 32.000 pessoas. Neste âmbito, para além da construção das infra-estruturas, estes investimentos públicos, servem também para atenuar os índices de desemprego que se fazem sentir e desta forma permitem fazer face à crise internacional que actualmente se sente. É esta igualdade de oportunidades, este investimento efectuado no litoral como no interior do país, que vem contribuindo para diminuir as taxas de sinistralidade, favorecer o desenvolvimento económico e social e consolidar a coesão territorial. Estes são por isso investimentos justos e necessários para o desenvolvimento do país e das suas gentes. A jornada terminou com a visita à nova variante, que a partir de então ficou transitável.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.