Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-05-2009

SECÇÃO: Informação

Jornadas de Enfermagem Câmara de Cabeceiras partilha projectos de intervenção comunitária

No âmbito das Jornadas de Enfermagem promovidas pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, naquele estabelecimento de ensino, nos dias 8 e 9 de Maio, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, foi o único município a partilhar com o numeroso público presente os projectos de intervenção comunitária relacionados com os cuidados de saúde primários.
Perante clínicos, alunos e demais convidados da área da saúde, o edil Cabeceirense, Eng.º Joaquim Barreto, falou dos projectos em curso neste concelho, abordando o tema das parcerias e articulação em cuidados de Saúde Primários.
Assim, após ter caracterizado Cabeceiras de Basto, ao nível das suas potencialidades e acessibilidades, o que nos últimos anos têm contribuido para atrair e fixar população, o autarca realçou a gestão de proximidade que o Município tem vindo a adoptar e que permite conhecer melhor a realidade local e agir mais eficazmente, estabelecendo ao mesmo tempo uma relação de confiança com a população.
Neste âmbito o autarca lembrou que “os municípios são pessoas colectivas de população e território, que visam a satisfação das necessidades das comunidades locais e devem por isso, assumir um papel activo naquilo que de mais importante se revela para as populações, para os seus anseios, inquietudes e carências básicas”.

O Presidente da Câmara partilhou com o público presente os projectos em curso em Cabeceiras de Basto
O Presidente da Câmara partilhou com o público presente os projectos em curso em Cabeceiras de Basto
Na sua intervenção o autarca considerou que, ainda que a participação do poder local no sistema de saúde se restrinja à nomeação de representantes para determinados órgãos consultivos, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto tem procurado lançar e dinamizar projectos em prol da prevenção da doença e da promoção da saúde, através da realização de acções de proximidade com a população e em articulação com as instituições de saúde e outras entidades.

Posto Móvel

O Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão, estrutura móvel que dispõe de um serviço de telemedicina, permite também a monotorização de parâmetros vitais, tais como a tensão arterial, o colesterol, a glicemia, bem como, a realização de exames complementares de diagnóstico, nomeadamente electrocardiograma, espirometria e a avaliação da saturação parcial de oxigénio. Neste âmbito estão ainda previstos outros serviços, que em breve serão disponibilizados aos cidadãos.
A realização de campanhas de sensibilização com periodicidade mensal, a dinamização dos espaços de convívio e de lazer, ratreios dirigidos à população escolar, a promoção de iniciativas como a festa da saúde e da solidariedade, a dinamização do projecto renascer – programa para a inclusão e desenvolvimento (Progride), o projecto mais vida em parceria com a ARS Norte, a criação da empresa municipal Basto Solidário – acção social e cuidados de saúde, a construção de uma Unidade de Internamento através de protocolo igualmente estabelecido com a ARS Norte, foram alguns dos exemplos abordados pelo autarca cabeceirense nesta intervenção. Por fim, o edil realçou as parcerias estabelecidas com as Faculdades de Medicina do Porto e das Ciência da Saúde de Braga, através da cedência de alojamento para os recém-licenciados, bem como para médicos espanhóis a exercer a sua actividade no concelho de Cabeceiras de Basto, medidas que vêm sendo adoptadas com o intuito de proporcionar aos habitantes deste concelho mais qualidade de vida, que passa também pela existência de espaços como o parque geriátrico, o centro hípico onde são ministradas aulas de hipoterapia, entre outros projectos em curso que fazem de Cabeceiras de Basto, um Município Saudável.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.