Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 27-04-2009

SECÇÃO: Informação

TRIBUNAL E VARIANTE
Inaugurações previstas para a primeira quinzena de Maio

 O novo Palácio da Justiça
O novo Palácio da Justiça
Decorrem nesta fase os últimos trabalhos de pormenor e acabamentos na Variante às EN 205 e 210, estando a sua inauguração prevista para muito em breve, provavelmente entre o dia 8 e 15 de Maio. Esta importante e estrutural obra da responsabilidade do Governo Português e que foi possível graças à vontade política e determinação da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, vem resolver um problema de conflito permanente, de trânsito de peões e veículos, no centro da Vila do Arco de Baúlhe. Ao contrário de algumas opiniões, poucas aliás, esta Variante vai com toda a certeza desafogar o trânsito na av. Capitão Elísio de Azevedo, hoje a verdadeira espinha dorsal da organização rodoviária daquela localidade. Com efeito, o desvio de todo o tráfego automóvel de passagem do centro do Arco de Baúlhe vai aumentar a segurança rodoviária, nomeadamente junto da EB 2,3 e futuro Centro Escolar daquela Vila. Ao mesmo tempo vai aumentar a fluidez, quer seja do trânsito local no interior da vila, quer seja do trânsito que se desloca da e para a auto-estrada, sem ter necessidade de passar na av. Capitão Elísio de Azevedo. Por outro lado, a existência de um nó na Faia vai servir muito particularmente os automobilistas das freguesias da Faia e de Basto, estes últimos agora com um novo acesso directo da Igreja de Santa Senhorinha, passando pelo cemitério da Faia, até ao Nó na Tojeira, construído pela autarquia.

Tribunal

Com os serviços judiciais já a funcionar no novo Palácio da Justiça de Cabeceiras de Basto, o serviço de Finanças em “bolandas” para brevemente se mudarem definitivamente e a Conservatória a preparar a mudança, o Tribunal vai ser inaugurado também dentro de dias.
A inauguração do Palácio da Justiça é o culminar de um processo com duas décadas que vem melhorar sobremaneira as condições da prestação dos serviços judiciais às populações, bem como a dos outros serviços públicos que ali se vão instalar.
Cabeceiras de Basto vê assim concretizado mais um grande investimento público, em que alguns já não acreditavam, mas que a persistência dos autarcas que dirigem nos últimos anos os destinos do concelho tornou possível.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.