Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 06-04-2009

SECÇÃO: Política

Jornadas parlamentares Deputados do PS visitam Cabeceiras

Realizou-se entre nos dias 30, 31 de Março e 1 de Abril, mais uma edição das Jornadas Parlamentares do Partido Socialista, que culminou com um encontro debate no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães.
Centradas nas questões sociais e numa aproximação à realidade do distrito de Braga, mais de 110 deputados divididos em oito grupos, visitaram todos os concelhos do distrito, contactando directamente com empresas, instituições particulares de solidariedade social, autarquias, entre outras entidades relevantes no desenvolvimento da região.

Os Deputados do PS de visita ao Centro Hípico
Os Deputados do PS de visita ao Centro Hípico
Durante os encontros temáticos, estiveram no centro das atenções a inovação e a tecnologia; a cooperação regional e a inovação nos sectores tradicionais; a competitividade e a tradição; o desenvolvimento em meio rural; o artesanto e o turismo no espaço rural.
Foram ainda promovidos debates com jovens sobre as «Novas formas de participação civica e política».
Esta iniciativa que resulta de uma candidatura feita pelos deputados do PS eleitos pelo círculo de Braga teve subjacente “dar a conhecer a todo o grupo socialista, o distrito, os seus desafios e potencialidades” segundo informação divulgada.
Estas Jornadas Parlamentares contaram ainda com a presença dos ministros das Finanças (Teixeira dos Santos), da Economia e da Inovação (ManuelPinho), do Trabalho e da Solidariedade (Vieira da Silva) e dos Assuntos Parlamentares (Augusto Santos Silva). O Secretário Geral-do PS, José Sócrates, encerrou a iniciativa no dia 1 de Abril.

O desenvolvimento em meio rural

Cabeceiras de Basto recebeu, no dia 30 de Março, a visita de um grupo de 6 deputados que aqui se deslocaram sob o tema «o desenvolvimento em meio rural». Numa incursão à gastronomia local, foi possível sentar à mesa várias entidades e agentes locais, que na ocasião, afloraram preocupações como os produtos endógenos e a necessidade de proteger e valorizar as raças autóctones. Não descurando o trabalho já desenvolvido, nomeadamente no que se prende com a Indicação Geográfica Protegida do Cabrito das Terras Altas do Minho, lembraram a necessidade de continuar a trabalhar e aplicar medidas capazes de ajudar a transformar, com escala, a comercialização dos produtos de qualidade, apresentando-se mais rentáveis para o produtor, como forma de incentivo à produção. Uma “reivindicação” que implica capacidade de organização que tenha em conta os factores preço, esforço e escala. Esta preocupação vem de encontro às políticas já definidas que prevêem, que até 2013, o investimento seja feito numa lógica de fileira, ou seja, produzir para vender a nichos capazes de pagar um preço justo ao produtor, disse na oportunidade o deputado Miguel Ginestal. Realçou ainda, a importância desta medida no combate à desertificação, já que onde há animais, há pessoas, desde que aí sejam criadas condições para a prática de uma agricultura sustentável. Constatou que em Cabeceiras de Basto há apoio e muita informação aos agricultores/produtores. O papel da Associação Mútua de Basto, que há mais de duas décadas desenvolve um importante trabalho junto dos agricultores/produtores e a visão de um autarca que conhece bem a agricultura e para quem o desenvolvimento sustentável esteve sempre presente nas prioridades políticas do Município, está bem patente na realidade cabeceirense. Um bom exemplo no país, disse ainda aquele deputado, que terminou referindo que o combate à desertificação passa também pelos apoios prestados aos produtores florestais e pecuários, pelo conhecimento do território e pela procura de um desenvolvimento rural sustenável. O sector florestal e os baldios foram igualmente assunto de reflexão.
A jornada prosseguiu com uma visita ao Centro Hípico de Cabeceiras de Basto, equipamento municipal que registou o agrado do grupo parlamentar, bem como, uma visita à Mútua de Basto – associação de desenvolvimento rural onde verificaram in loco o importante papel que desempenha, não só no concelho como na região de Basto, disponibilizando informação e apoio aos seus associados. No final, da visita, a deputada cabeceirense, Isabel Coutinho, fez um balanço positivo desta jornada que permitiu aos deputados eleitos pelo Partido Socialista conhecer melhor o território e as suas realidades sócio-económicas.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.