Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 02-02-2009

SECÇÃO: Opinião

Notícias de Mondim

foto
"Um forte nevão, assolou a região de Basto,deixando os quatro concelhos sob um manto branco"

O mau tempo estará a passar, mas que me recorde, há muito que por estas bandas não tínhamos um Inverno tão violento.
A neve, sempre bonita de se ver, visitou-nos nas serranias da região em grande quantidade, descendo também à vila, qual beijo embevecido, fazendo sorrir crianças e adultos, que quiseram aproveitar para descomprimir da crise que o país atravessa, brincando com ela.
O monte Farinha, cobriu-se de branco, cintilando em majestade, num manto de real beleza.
O pior, foram os problemas com as estradas cortadas, carregadas de neve e gelo, a criar imensos trabalhos aos automobilistas que precisavam, principalmente de se dirigir à capital do distrito.
As escolas fecharam e foi um autêntico pandemónio, para transportar os alunos às suas casas.
Os professores, também sofreram com a invernia, socorrendo-se - também eles - das viaturas dos bombeiros para poderem regressar às suas residências.
O transporte dos doentes para o hospital de Vila Real, com as ambulâncias, foi praticamente impossível, e não fora a boa vontade dos Bombeiros Voluntários, que várias vezes, tiveram de utilizar os seus carros pesados, para levar os doentes ao hospital distrital e o pior poderia ter acontecido. Três doentes em tratamento de “hemodiálise”, morreriam, se os bravos soldados da paz, os não transportassem nos carros de maior segurança - que não as ambulâncias - até ao hospital.
É mister, sublinhar aqui, a grande lacuna verificada, com a falta de condições e de meios, que as autarquias tem para resolver estas situações.
Quando neva no estrangeiro, é vulgar vermos os “limpa - neves”, a limpar as estradas com grande frequência e qualidade não se vendo os conflitos de trânsito, como os que sofremos no nosso país.
Os municípios, deviam apetrechar-se melhor, especialmente aqueles, que por tradição são confrontados por este tipo de intempéries.
Possivelmente, estas alterações climatéricas irão continuar, mudando completamente os hábitos das populações, já desabituados da neve.
Aos automobilistas, pede-se que adquiram correntes e não se guardem para sair com um tempo destes desprevenidos, nas suas viagens.
Às autarquias, que se disponibilizem com o seu pessoal, na limpeza de todas as estradas e caminhos municipais, proporcionando à população uma melhor qualidade de vida.
E às populações, apesar da beleza que representa um nevão, tenham os maiores cuidados, quer no modo como se movimentam enquanto peões, quer conduzindo as suas viaturas para ver a neve.
A neve, é uma dádiva da natureza, que todos gostamos de ver, mas que devemos respeitar.

Por: José Teixeira da Silva

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.