Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 20-10-2008

SECÇÃO: Destaque

Em Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza
Secretário de Estado da Segurança Social fala sobre «Combater a Pobreza e a Exclusão Social: Progressos Alcançados, Próximos Passos»

O Secretário de Estado da Segurança Social, Dr. Pedro Marques, deslocou-se a Cabeceiras de Basto, no dia 17 de Outubro, para participar na conferência subordinada ao tema «Combater a Pobreza e a Exclusão Social: Progressos Alcançados, Próximos Passos», e assim assinalar o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, neste concelho. Uma iniciativa, organizada pela Câmara Municipal através dos Projectos Basto Jovem e Renascer, assim como pela empresa municipal Basto Solidário.

Mais de uma centena marcou presença no Auditório Municipal
Mais de uma centena marcou presença no Auditório Municipal
Esta 22ª conferência, que atraiu ao Auditório Municipal Ilídio dos Santos, numeroso, atento e participativo público, esteve igualmente integrada no ciclo de debates Políticas de Futuro que a autarquia tem vindo a promover desde 2006, numa perspectiva cívica e política informar, formar e sensibilizar a comunidade para temas diversos, através de um encontro mensal promovido pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto destinado à população em geral e em particular aos quadros da Autarquia, atendendo à sua valia técnica, social e política e ainda, à diversidade dos temas e à qualidade académica dos prelectores.
Políticas estas, que o edil cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, considera importante debater, numa perspectiva de futuro e com sustentabilidade, envolvendo a sociedade civil e os governantes, e desta forma, reunindo as pessoas que pretendam dar o seu contributo. A pobreza e a exclusão social, é uma problemática, cujo combate deve envolver todos, nomeadamente os cidadãos, os poderes públicos, ajudando a criar sistemas de defesa para «proteger» aqueles que mais precisam.
Através do teatro foi abordado o tema de pobreza e desigualdade junto das crianças
Através do teatro foi abordado o tema de pobreza e desigualdade junto das crianças
Da mesma opinião partilhou o Secretário de Estado da Segurança Social, Dr. Pedro Marques, que considerou que estes encontros servem para pôr a sociedade a debater temas que dizem respeito a todos. Assim, após uma explanação sobre o quadro das políticas europeias e nacionais em curso, estabeleceu uma ligação ao local através de uma abordagem à rede social. Falou ainda sobre os principais pilares de combate à pobreza e à exclusão social, das políticas implementadas para a inclusão activa, sejam ao nível da primeira infância, do apoio às famílias e aos idosos. Políticas estas, como o Rendimento Social de Inserção, o Complemento Solidário para Idosos, o apoio à natalidade, o abono familiar, os centros novas oportunidades, entre outras medidas em curso, que visam contribuir para o bem-estar da população, melhorando a sua qualidade de vida e atenuando os índices de pobreza em Portugal. Pobreza, cujos indicadores registaram na última década uma diminuição de 23% para 18%, fazendo de Portugal o país que mais conseguiu recuar neste âmbito, a nível europeu. Referiu ainda que se trata de uma caminhada que é preciso continuar, através do aperfeiçoamento do modelo social, tendo em vista garantir melhores condições de vida, sobretudo às camadas sociais mais desprotegidas e fragilizadas.

A "Cidade de Deus" provocou uma reflexão sobre o tema da exclusão e da pobreza
A "Cidade de Deus" provocou uma reflexão sobre o tema da exclusão e da pobreza
Erradicar a pobreza e a exclusão colectiva é missão colectiva

Esta conferência ficou ainda marcada, pela exposição feita pelo Dr. Jorge Machado, responsável pela área social, sobre as acções e os projectos em curso no concelho em prol de um município mais solidário e saudável. O autarca realçou a importância de assinalar esta data, que este ano, teve um programa interessante e com dimensão. A projecção do filme, «A cidade de Deus», película violenta e chocante, direccionada para os mais jovens teve como objectivo alertar esta faixa etária da população para a problemática, reflectindo sobre o tema.
O programa da efeméride prosseguiu com a leitura do conto infantil «O sonho de Evaristo, animado por teatro de sombras chinesas, tendo como principal objectivo, sensibilizar os alunos do primeiro ciclo do ensino básico que frequentam a escola de Refojos deste concelho, para as questões da pobreza e da desigualdade.
A jornada encerrou com a conferência supra mencionada, que o Dr. Jorge Machado considerou excelente, já que permitiu debater o tema e levar as pessoas a reflectir, pois não sendo alvos directos, trata-se de um assunto que diz respeito a todos e ao qual não podemos ficar indiferentes. O autarca lembrou ainda as dificuldades que algumas pessoas têm no dia a dia. A este propósito disse, ter consciência de que não estão sós, já que tem havido um esforço, por parte quer da Câmara Municipal, quer da Segurança Social, quer de outras instituições, para dar respostas assentes num trabalho consciente e com dimensão que vem sendo levado a cabo em Cabeceiras de Basto.
Por fim referiu que ao assinalar esta data, o Município de Cabeceiras de Basto pretendeu debater o carácter multifacetado da pobreza e da exlusão social, alertando as consciências para uma problemática que afecta uma faixa considerável da população e que por vezes reflecte realidades dramáticas como a fome, a subnutrição, as doenças, bem como fenómenos de pobreza extrema, que consituem por vezes uma negação dos direitos humanos fundamentais.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.